O Outro Lado da Moeda

A Mari, do http://contosmamaepolvo.blogspot.com, é um dos meus maiores referenciais de estilo. Saquem:

É absurdo o quanto essa mulher sabe sobre moda, e mais absurdo ainda como ela monta e interpreta. Porque saber sobre moda, qualquer um pode saber, mas estilo é de cada um e não é todo mundo que tem.

Pois bem. A Mari trabalhou durante muito tempo em uma loja MEGA famosa de roupas. Marca cara bagaray, dessas que a gente desembolsa fácil 300 pila num vestido, sabem?

E olha o que ela comentou no último post:

“Carolzita, vou te dizer um outro lado agora. Vc sabe, não sou gorda, mas não sou magérrima, acho que me enquadro no padrão mulher brasileira, rs. Visto 40 em uma média(poucos 38 e alguns 42) e as modelagens estão cada vez menores. A grande MAIORIA das lojas eu visto G! Sim, G! E nesse último natal comprei 2 blusas GG!!
Trabalhei 10 anos em loja, sendo a última de “grife” por 6 anos e meio e esta dizia para nós gerentes com todas as letras que não fazia roupa grande e nem iria fazer pq não queria gordinhas vestidas com a marca dela. Eu amaaaava atender as foras dos padrões, pq estas qdo uma peça cabia e vestia bem comprava todas da loja! Era venda certa! Por isso sempre reclamei muito p/aumentarem as modelagens p/vender mais, mas a dona da loja dizia que preferia ficar sem vender do que uma roupa dela ficar desforme em alguma gordinha. Triste, mas faziam roupas p/magérrima, pq até as magras hj vestem tamanho grande!O mesmo para sapato. Diziam que sapato grande fica feio na mulher de pézão. Lembro até hj de um de piton que custava 700pilas e só veio até 37!  Se tivesse outros números maiores teria vendido muuito! Mas não… é chocante!
Bastidores de loja é isso aí! Eles poderiam, mas não querem!”

Entenderam agora o motivo pelo qual a gente não encontra nada que caiba nessas lojinhas mega prestigiadas de shopping??? ABSURDO, GENTE! Que porra é essa?!

Por motivos óbvios, não posso falar o nome da loja. Mas podemos fazer o contrário, divulgar nomes de lojas que NÃO seguem essa filosofia ridícula e estúpida e torcer pra que as donas dessas lojinhas de merda tenham vários problemas de tieróide e engordem toneladas, pra que sintam na pele como a gente – e mesmo gente nem tão gordinha assim – se sente. #gordinhavingativafeelings

Quem quiser deixar dicas de lojas boas e que não se enquadrem no padrão acima, vou achar o má-xi-mo!

bjofui