O Preconceito ao Contrário

Eu cheguei a ver em alguns blogs um “fenomenozinho” aparentemente corriqueiro no mundo PS e estranhei, mas não achei que fosse se aplicar a mim. O fenômeno da “pouca gordura para estar aqui”.

Acontece quando, tipo, um catalogo vem com plus size models que não chegam a ser goooordas, que devem estar na faixa do 44. Daí as meninas mais gordas se sentem injuriadas porque a tal modelo “não é gorda o suficiente” para estar ali.

E, tcharaaaam, adivinhem? Aconteceu comigo não faz dez minutos:

“eu
dez 31, 2010 @ 00:06:50

Me desculpe Carol, mas eu acho um absurdo você defender tanto numeração gg como se fosse 46 quando 46 nem gg é. Vc é uma pseudo gg, amiga… eu visto 52, quem dera ter seu corpo eu estaria feliz da vida.

colocar enjoy e mercatto como opções para quem procura roupa gg é um absurdo! pense nas meninas que vestem mais do que vc, quando eu por exemplo vou encontrar roupa na enjoy?”

E eu posso com isso?

De boa, me recuso terminantemente a cair em bate-bocas quanto a isso! Imagina! “Sou gorda sim, tá, e sou GG sim!” Hahahahaha! Que porra! Tenho que postar uma foto pelada ou de biquini 40 pra provar que fico muito semelhante a um salame pendurado se vestir um número padrão? Ah, pelamor, cara!

O fato de eu ser MENOS gorda que você, cara, não quer dizer que eu não tenha problemas pra encontrar roupas ou que eu não seja um tamanho grande. Meu tamanho é grande, o seu é maior ainda, mas os dois são acima de 44 e, portanto, são plus size. Não tenho que provar nada, oras! Fiquei chateada, achei descabido!

Uma vez, na fila do McDonals, numa das raríssimas vezes em que fui comer lá – eu realmente quase nunca vou, se como lá uma vez por ano, é muito -, eu não sabia o que pedir e uma menina muito mais gorda do que eu, atrás de mim, quis me apressar:

“- Pede o trio Cheddar e uma torta!” (eu queria pedir ou sanduiche e batata OU sanduiche e torta, e não tudo junto).

Respondi que não, que se eu engordasse mais dez gramas eu explodia, que já era um absurdo que eu estivesse comendo ali em dia de semana.

A menina riu e falou que se tivesse o meu corpo estava feliz da vida e não se preocuparia com isso. O_O

(de boa, fui grossa, respondi que então tava explicado o porque de ela estar do tamanho que ela estava… O fato de eu estar gorda não quer dizer que eu coma desesperadamente junk, cacete, e muito menos me dá passe livre para fazê-lo)

Mas enfim… Acho que isso é uma situação parecida; é o preconceito às avessas. O preconceito das gordas x magras (ou, no caso, pior ainda, gordas x menos gordas).

Achei chato isso e me recuso a ficar justificando o quão gorda sou. Oras.

Ainda mais que não estou evoluída o suficiente pra assumir meu peso em público. Hahahahahaha!

Desculpem se fui meio grossa, esse post nem era pra existir, foi só pq não consegui me calar!

Beijocas!

* só pra me sentir importante, aí vai um HVA básico: hoje fui assim ao mercado da esquina, HAHAHAHAHAHHA!

Essa blusa é da Mercatto, e eu me apaixonei por ela no exato momento em que vi na vitrineee! Sim, Cris, as coisas lá tendem a ser descartáveis! Mas eu adorei! Custou 40 paus, hahaha! E bermuda Leader boyfriend 46 ajustada! ODEIO essa cor e vou tingir de escuro. Ah. E bolsa desbotada Sacoladela e Havaianas prata e branca.

Anúncios

O Outro Lado da Moeda

A Mari, do http://contosmamaepolvo.blogspot.com, é um dos meus maiores referenciais de estilo. Saquem:

É absurdo o quanto essa mulher sabe sobre moda, e mais absurdo ainda como ela monta e interpreta. Porque saber sobre moda, qualquer um pode saber, mas estilo é de cada um e não é todo mundo que tem.

Pois bem. A Mari trabalhou durante muito tempo em uma loja MEGA famosa de roupas. Marca cara bagaray, dessas que a gente desembolsa fácil 300 pila num vestido, sabem?

E olha o que ela comentou no último post:

“Carolzita, vou te dizer um outro lado agora. Vc sabe, não sou gorda, mas não sou magérrima, acho que me enquadro no padrão mulher brasileira, rs. Visto 40 em uma média(poucos 38 e alguns 42) e as modelagens estão cada vez menores. A grande MAIORIA das lojas eu visto G! Sim, G! E nesse último natal comprei 2 blusas GG!!
Trabalhei 10 anos em loja, sendo a última de “grife” por 6 anos e meio e esta dizia para nós gerentes com todas as letras que não fazia roupa grande e nem iria fazer pq não queria gordinhas vestidas com a marca dela. Eu amaaaava atender as foras dos padrões, pq estas qdo uma peça cabia e vestia bem comprava todas da loja! Era venda certa! Por isso sempre reclamei muito p/aumentarem as modelagens p/vender mais, mas a dona da loja dizia que preferia ficar sem vender do que uma roupa dela ficar desforme em alguma gordinha. Triste, mas faziam roupas p/magérrima, pq até as magras hj vestem tamanho grande!O mesmo para sapato. Diziam que sapato grande fica feio na mulher de pézão. Lembro até hj de um de piton que custava 700pilas e só veio até 37!  Se tivesse outros números maiores teria vendido muuito! Mas não… é chocante!
Bastidores de loja é isso aí! Eles poderiam, mas não querem!”

Entenderam agora o motivo pelo qual a gente não encontra nada que caiba nessas lojinhas mega prestigiadas de shopping??? ABSURDO, GENTE! Que porra é essa?!

Por motivos óbvios, não posso falar o nome da loja. Mas podemos fazer o contrário, divulgar nomes de lojas que NÃO seguem essa filosofia ridícula e estúpida e torcer pra que as donas dessas lojinhas de merda tenham vários problemas de tieróide e engordem toneladas, pra que sintam na pele como a gente – e mesmo gente nem tão gordinha assim – se sente. #gordinhavingativafeelings

Quem quiser deixar dicas de lojas boas e que não se enquadrem no padrão acima, vou achar o má-xi-mo!

bjofui

Plus Size 2


O comentário da Manu:

carol voce nao sabe como adorei esse post!!!!!!!!!!!! tb sou gordinha e mtas vezes me sinto perdida e de mal comigo mesma e isso é uma sensação tão horrivel que sõ quem passa por isso sabe. sair pra comprar roupa só em dia que estyou muito bem de cabeca pq se eu estiver um pouquinho mal já era.

ameiiiiiiii demais, amei tbm o seu vestido posta mais coisas!!! vc é linda e pra ser sicera nao te acho gorda mas tb nao e magra mas é linnndaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! amei! virei fan!”

Fala sério, tem realidade mais verdadeira que essa? Qualquer gordinha (impressionante a dificuldade pra escrever essa palavra) se reconhece com uma pontada de dor nesse comentário. Quantas vezes a gente deixa de entrar em lojas pq sabe que não vai ter nada que caiba? Quantas vezes a gente pegou um monte de coisa e nada serviu? Quantas vezes a gente saiu do provador de mãos vazias e foi direto pra praça de alimentação afogar soterrar nossa frustração em um monte de comida vazia (embora bem recheada)??

É impressionante, mas desde que, há alguns dias, descobri esses blogs GG, me senti totalmente acolhida, como se estivesse entre amigas. São meninas que eu nunca vi, mas que falam de coisas que eu sei tão profundamente, que acontecem tão freqüentemente comigo… É mais ou menos o que acontece quando a gente fica grávida e é mãe: a identificação com outras mulheres no mesmo momento é instantânea.

Mas voltando ao assunto, eu sei exatamente como você se sente, Manu. Eu sei exatamente. E olha que, dependendo da fôrma, eu consigo vestir 44. Imagina quem veste 50, como deve se sentir?

Meu maior problema é o quadril, bem como as pernas. Minhas pernas de inhame cowboy. Grossas, enormemente grossas, não importa quanto eu nade ou pedale diariamente. Absurdas. Se passa na bunda, fica larga na cintura, e pra ficar certa na cintura, fica arrochaaaada no resto, parecendo embalagem a vácuo.

Meu número não tá nem lá nem cá, 46. Não acho quase nunca! Pra ser bem sincera, quando eu vestia 44, antes da gravidez, já era difícil. Sempre tinha acabado essa numeração em qualquer loja que eu chegasse, hoje é igual.

Agora, fica a incógnita: se é o primeiro número que acaba e se SEMPRE sobra 38, POR QUE DIABOS tem tanto 38 e tão pouco 46??? Só posso presumir que as marcas brasileiras sejam administradas por gente estúpida, não é possível que ninguém veja que um zilhão de consumidoras simplesmente ficam de fora de tudo que eles fazem.

E quando fazem, puta merda. Umas roupas RIDÍCULAS. GRAÇAS A DEUS eu não visto 50, pq se vestisse, ia andar pelada. Toda vez que passeio pela Plus da Leader eu fico indignada: nego parece que estraga as roupas desse número de propósito! Metem umas costuras ridíiiculas nos bolsos traseiros, absurdamente ridículas, ou então uns strass nada a ver… Umas blusas horrorooooosas, com uns paetês perdidos no colo… Umas estampas de velha…Uns cortes horríveis, mal feitos… Que isso, gente? Gorda não é palhaça, caralho. Se fizessem coisas BONITAS facilitariam tanto minha vida… Seria só comprar e mandar apertar. Mas não, eu não acho nada que me caiba nas araras normais e não acho nada “vestível” nas araras plus. Tô fodida.

Mas nem tudo é um pesadelo e descobri que existem marcas – infelizmente, a maioria dos States – que fazem sim roupas exatamente do meu tamanho e lindas! Tem uma tal de Asos Curves que tem umas coisas maravilhosas… Só falta coragem de comprar pela internet… Sabe como é… Gato escaldado…

Quanto a postar mais fotos… Bem, eu não sei se sou a melhor pessoa do mundo pra dar dicas de moda; eu sou alternativa demais… Hahaha! Mas prometo que vou tentar. Não serão looks tão bem construídos como de outras bloguetes que vejo por aí, mas eu vou tentar. Hehehe! Pelo menos colocando os tamanhos e onde eu comprei, ajudo outras meninas, certo?

Ia esquecendo: aqui do lado –>, mais embaixo, tem um selinho da campanha por tamanhos maiores! Copiem e usem nos blogs, vamos acordar os representantes das marcas pra uma fatia enorme de mercado que eles simplesmente ignoram!

Agora mudando totalmente de assunto, vou postar as fotos do Maria Bonita que prometi:

 

 

 

Inseri como galeria, tomara que funcione! Não é um loosho esse salão, gente?? Adorooo! Da próxima vez que eu pisar em SP, a primeira parada vai ser lá! HAHAHAHAHAAHHA!

 

Plus Size

Na foto, vestido Leader, sapatilha de couro OpenUp , também Leader, bolsa não sei o que Barcellos que ganhei da minha vó, brincos eu que fiz. =]

É, e eis que, aos 28 anos, a gente acaba se aceitando do jeito que é. Quer dizer, eu quero emagrecer? Quero. Eu vou? Provavelmente sim. Um dia. Quando eu tiver paciência pra encarar uma dieta do jeito certo, cem por cento certo.

Mas só que esse dia não é agora, e agora, neste momento, a minha realidade está longe de ser o numero 40.

E quer saber? Por que DIABOS eu tenho que encanar com isso? Andei achando uns blogs de umas meninas Plus Size por aí ( estão nos meu slinks aqui ao lado, Keo Becker e outras que em breve eu posto links) e AMEI!!! Tem gente que vive em academia, tem gente que simplesmente gosta de poder comer, ué… O que é o meu caso. Posso ficar linda e magra? Posso. Basta fazer um bom regime. Quero fazer isso? Bem, até quero, mas agora não.

E isso não é motivo pra não sair gata na foto, támmmm??? Descobri um MUNDO INTEIRO plus size, onde tudo é possível e muita coisa boa acontece! Gente, como tem meninas LINDAAAAS e Plus size!

Então esse blog, daqui pra frente, além de dicas gastronômicas (lógico), receitinhas, comediazinhas e tal, vcs vão ver notícias do mundo Plus size. E tenho dito.

Visitem:

http://manualpraticodagordinha.blogspot.com/ – parece que ela abandonou o blog, mas eu tenho um feeling de que isso ainda vai voltar… é mto bom pra acabar!!!

http://mulherao.wordpress.com/

E tem alguns linkados aqui ao lado, como o da Keo Becker!

Amey!!!

Bjos, fui.