Uma Notícia Boa, Uma Notícia Ruim…

Primeiro a ruim: que desespero, não consigo de maneira NENHUMA colocar quadro de seguidores aqui! Nem do Google e nem outro qualquer – eu acho que não existe outro!

 

Pior: NÃO CONSIGO ACOMPANHAR QUEM ESTÁ ASSINANDO E SEGUINDO O BLOG!!! Não aparece pra mim, só aparecem os blogs que EU sigo! Nossa, que chato!!!! WordPress é MUITO chato, não pode nada! Pô, quase duas da manhã e eu pesquisando que nem uma louca, sem conseguir sucesso! Que MERDA!!!

 

Aí a notícia boa: o blog tá fazendo CINCO ANOOOOS! E vamos ter comemoração de aniversário com SORTEIOOOOOOOSSSS!!! Não é o máximo???

Só que é foda, pq, pra sortear, preciso de um quadro de seguidores… Sniff… Alguém me ensina, ajuda, me dá uma luuuuuuuuuuuuuuuz!!!

 

 

Anúncios

Redução de Estômago – Eu Sou Contra

… E este é o principal motivo pelo qual estou me engajando tanto nesse movimento plus size (não fat pride, não sou adepta disso, não acho saudável).

Nos últimos anos, DOZE conhecidas minhas fizeram a cirurgia bariátrica. DOZE. Acho ALARMANTE, isso. Uma pessoa, cunhada de uma amiga, teve problemas SÉRIOS decorrentes da cirurgia e ficou em coma – se não me engano, o suco gástrico começou a vazar do estômago ou algo parecido. Não sei como está hoje, mas vi o desespero da família toooooda enquanto ela estava no hospital.

Algumas engordaram para fazer a cirurgia… Várias NÃO tinham histórico de doenças, algumas sequer eram obesas mórbidas… Algumas eu nunca vi tentarem uma reeducação alimentar corretamente e eu vejo que hoje, mesmo após operadas e magras, continuam comendo só porcaria, basicamente. Quase todas não tentaram fazer esportes com afinco. Uma NUNCA teve problemas de excesso de peso, mas engordou trinta quilos depois da gravidez e fez a redução e pronto, “problem solved”.

Pelo amor de Deus.

Eu assisto a tudo isso boquiaberta e desesperada. Como assim?

A cirgurgia bariátrica não é brinquedo, não é uma coisa banal como está parecendo! Gente, é uma mudança drástica no nosso corpo pra sempre, uma mudança numa parte vital da gente, que provoca várias conseqüências que podem ser pra lá de perigosas… Será que ninguém pensa nisso?

Umas duas vezes me perguntaram por que eu não façoe, mesmo eu tendo respondido que não tenho IMC pra isso, me sugeriram engordar pra fazer… HAHAHAHA… Assim, quase como “ah, porque vc não clareia o cabelo? É rapidinho, boba!”.

Não, não faço e não faria, a não ser sob risco de vida (risco de morte, pra ser correta).

E, enfim, achei alguém que topou falar não só do lado bom – sim, todo mundo fica magro e rápido! – da gastroplastia, mas do outro lado também.

A Bia é minha amiga há uns 5 anos e tivemos bebês na mesma época; eu acompanhei os problemas de saúde dela, o parto prematuro decorrente do excesso de peso… Ela, eu SEI que fez porque PRECISAVA. O texto a seguir é dela:

“Olá pessoal !

Muitas não me conhecem, não sei, Carol se tem mães da comunidade seguindo o seu blog..
Primeiro de tudo, quero ser bem clara que não estou julgando ninguém e nem estou sendo hipócrita nas minhas palavras.
Resumindo um pouco da minha história… Venho de uma família aonde 80% luta contra a balança… os homens são barrigudos, as mulheres falsas magras porque vivem de dieta e eu..ah eu…
Bem, eu sempre fui falsa magra, comecei praticando esportes cedo, com 3 anos fazia natação, depois juntei com o jazz, o voley e na adolescência chutei o balde como qualquer adolescente rebelde !
Qdo fiz 18 anos comecei a minha briga com a balança… sou uma anã mesmo praticando tanto esporte não passo de 1,55, daí começaram meus problemas hormonais e as dietas…da lua, da sopa, vigilantes do peso, fórmulas mágicas e assim ia vivendo e me enganando….
No final das contas passava por “a gostosa” pois tenho coxas grossas, bundão… a típica brasileira hehehe
Engravidei do Bruno em 2005 e já estava acima do peso, 10kg… Comecei a gravidez com 65kg e no dia do nascimento dele estava eu com 100kg para pavor da equipe médica, da minha família, que pensava: Aonde ela vai parar ? E eu, ingênua que só, achei que se amamentasse iria emagrecer – mentira, era uma fuga… Bruno nasceu prematuro, eu não tinha como amamentar.. e aí foi ladeira abaixo…. Com 2 meses estava pesando 105kg… Só que quando vc se torna mãe, vc esquece completamente de você… só tem olhos para seu filho – que pra mim Tb serviu de fuga..Comia feito uma louca, não tinha horários…bastava o Bruno acordar de madrugada que lá ia seu…ía da fruta, à sanduíches… o que tivesse eu traçava…
Bruno foi crescendo, e eu resolvi me cuidar, pq já estava no manequim 50.
Voltei aos médicos e dietas, tomei pela milésima vez todas aquelas bolinhas “mágicas”, só que não perdia um kilo sequer, pelo contrário… ganhava mais e mais… Cheguei pesar 112kg, foi punk…
Porém nessas indas e vindas, conhecia uma nutricionista muito boa, que descobriu que eu tinha a falsa diabetes – não aparecia nos exames, mas me fazia desmaiar com freqüência…
Depois de 1 ano de tratamento intenso, muita fome, caminhadas e hidro, consegui emagrecer 8kg… e parei nisso aí…. tive problemas hormonais, hipertensivos..Resumindo: Eu virei uma bomba relógio… Até o dia que eu desmaiei na rua com o Bruno – de colo na época…
Foi aí que ela conversou e disse.. Bia não tem muita solução não.. vc está obesa e com doenças sérias….
Fui eu me tratar para fazer a gastroplastia – a famosa redução de estômago.

Agora meninas, começa o meu alerta…..
Repito que não serei hipócrita em dizer q estou descontente e tal.. mais hoje em dia existe SIM a banalização da cirurgia, só que a cirurgia é de MUITO RISCO, no pré e no pós operatório – ela não é MILAGROSA.
Conheço muitas pessoas que engordam mais para operar;
Conheço médicos FDPS que mandam vc engordar para o plano não negar a cirurgia – médicos esses sem caráter !
E a cirurgia reduz o estômago, que é músculo e pode SIM voltar ao tamanho normal – tanto que várias pessoas voltam a engordar muito mais !

Muitas amigas minhas, falam que eu sou mentirosa em dizer que não operei por estética, e não operei mesmo ! Operei pq estava doente e meu maior desejo era ver meu filho crescer. Tanto não fiz por estética que tenho uma barriga muito flácida, coxas que balançam, peitos murchos – não tenho vergonha não, mais fiquei “magra de roupa “, pq sem roupa a visão não é legal… Mais enfim.. tenho saúde, quando eu digo saúde, falo em relação a diabetes e a hipertensão, que me livrei dos meus 6 comprimidos diários….
Porém…….. ganhei problemas que as pessoas minimizam.. e eu achava que iria minimizar….
Gente, eu faço em abril, 3 anos de operada.. há 3 anos vivo no dentista – meus dentes quebram com uma facilidade enorme, tive que fazer 2 canais nesse tempo – tudo pela cirurgia, pq vc fica DEFICIENTE EM VITAMINAS, mesmo vc tomando as injeções e repondo com Centrum, não é a mesma coisa…
Não tenho unhas, quebram quando crescem…. meu cabelo, cai até hj, sempre tive cabelo cheio e hj tenho fios.

Vocês devem achar..ah mais isso é tão pouco, pode ser que sim, mais pra mim não… Se eu não tivesse nenhum problema sério e grave de saúde, eu realmente NÃO OPERARIA, pq pago o preço de ser operada e tem mais: COM A MESMA CHANCE DE ENGORDAR DE NOVO, pois se vc não mantiver uma reeducação alimentar, seu estômago vai dilatar e você conseguirá comer mais e…. VAI GANHAR PESO SIM…

Tem alimentos, saudáveis que me fazem mal, eu tenho enjôo diário – isso é péssimo, dá o famoso dumping, que pra mim é muito semelhante ao teto preto…

Enfim pessoal, queria só dividir com vocês que a redução de estômago não é tudo,pelo contrário…. Sou a favor sim da REEDUCAÇÃO ALIMENTAR, o que é mais difícil.

Beijos,

Bia”

Essa é a Bia antes e depois!

E é bem isso que eu acho: a reeducação é muito mais difícil, e nego opta pelo mais fácil, que é a redução, achando que não vai sofrer. Sofre. Achando que vai ficar perfeito: NÃO FICA. Eu, honestíssimamente, acho terrível o efeito “esqueleto perdido dentro de terno GG” que acontece com várias pessoas depois de emagrecer rápido, pós redução.

Eu ainda acho que o melhor meio pra emagrecer é fazendo esporte e se alimentando direito. Não é fácil e nem todo mundo consegue, mas tem que tentar, pelo menos, né?! Tentar DIREITO!

Eu sei que vão cair de pau em cima desse post, e várias operadas vão vir dizer: “Você não sabe como eu tentei!”, mas antes de escrever isso, pensem, tentaram MESMO? Fizeram esporte TODO SANTO DIA?

Meu objetivo aqui não é atacar as que fizeram, mas mostrar praquelas que tão com a auto-estima em baixa, sem a menor vaidade ou ânimo, aquelas que já estão começando a se largar e a considerar a opção da cirurgia… Que há um outro lado.

Se você NÃO é obesa mórbida e NÃO tem problemas de saúde… Quem disse que você não pode ser gata do mesmo jeito??? Filha, se você não tem problemas de saúde, pra que operar, PRA TER??? Vai ter que tomar vitamina pro resto da vida, vai ter queda de cabelo, dumping, azia, unhas fracas, dentes quebrando, perda de massa muscular, ficar perdida dentro de um paletó de pele flácida PRA QUE???

Considere ser gata do jeito que você está, corrigir sua alimentação não pra emagrecer, mas pra SER SAUDÁVEL! Considere gostar de você e adotar a bicicleta como meio de transporte, considere tomar mais água, fazer uma drenagem (esse ano, eu começo), parar de comprar chocolate! CONSIDERE MAIS VOCÊ!


Alguma dessas deixou de ser gata porque tá gordinha? Não, né? PODEROSAS, sempre! Lindas!

O que não pode é se deixar levar e comer, comer, comer. Ser obeso mórbido não é SAUDÁVEL, certamente a pessoa não vai se sentir bem cheia de estrias, sem conseguir andar direito… Não incentivo ninguém a ter orgulho de estar mórbido, acho, sim, que todo mundo tem que tentar se manter saudável e se mexer! E também vão cair de pau por isso, porque aparentemente, é preciso ter o tal do fatpride, e eu não concordo plenamente, acho que tudo tem limite.

Mas mórbido ou não, a gente tem que se amar, se arrumar, se gostar. E tentar! Sempre!

Beijos, que venham as pedras, hahahaha! Fui!

Noctivagando…

Mentira, não sou noctívaga. Sou é gorda, de alma goooorda: acordei agora, 4 da manhã pra colocar minha filha na cama dela, após tomar uma mega pezada na cara – ela, literalmente, rodou igual a um ventilador na cama, colocando marido e eu nas beiríssimas e escalando a gente com os pés, rodando ao redor do próprio eixo, dançando break na cama – e decidi comer panetone recheado. =D

Vimos os fogos da varanda! Primeiro ano que ela permanece acordada! Coisa mais foooooofa! “Ooolha, mãe, brilhinhos!!!”

Fogos da praia de Icaraí vistos da minha janela, que fica em Santa Rosa, hahahaha! Longe bagaray!

Ai, tem tanta coisa pra falar, mas eu tô com preguiça.

Então vou começar o ano falando bonito berrando dentro da minha cabeça uma coisa:

DIETA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! URGENTE!!!!!!!!!!!!!!!

Meu Deus, comi tanto desde antes do Natal que se eu não fizer alguma coisa, explodo logo, logo! Hahahaha!

A ceia aqui foi bem equilibrada, assamos carnes e eu fiz pimentões assados em conserva, carpaccio de tomate, abobrinha com alho, cebola no forno, molhinho de iogurte, salada de rúcula, torradinhas… Aí veio meu pai e trouxe salgadinhos fritos e refrigerante. Os quais estou comendo nesse exato momento. Que escroto, Jísas.

Anyway, ACABOU, senão me impedem de entrar no avião em fevereiro!

Única promessa de 2011: NADAR JANEIRO TODINHO! A começar pelo dia 4 e com única pausa pra uma cirurgia no dente no meio do mês! Chova ou faça sol!

Será que consigo? Geralmente dia 5 eu já esqueci de todas as promessas… Hahahaha!

Tá, comi, vou dormir e ter uns pesadelinhos, bjofui!

P.S.: Luiz, eu li seus coments e vou responder num post que prepararei provavelmente amanhã! Sobre gastroplastia – eu sou meio “contra”! Tipo, não tenho nada contra quem faz pq precisa, mas acho que tá banalizada DEMAIS e ninguém mais tenta emagrecer por meios próprios e eu acho isso perigosíssimo por todos os lados! Esse é o único motivo de eu não ter linkado o seu blog ainda, querido, pq já estive lá! =]
Cadê a namorada? Traz ela aqui!!!! =]

Depois escrevo sobre isso!

P.S. 2 : Um HVA rápido e amassadíssimo, só pq marido disse que eu tava mto gata hj, hehehe:

Amassadíssima, tava vendo Friends deitada esperando marido chegar pra ir ao mercado! Blusa Maria Bonita para C&A (70 pilas) + calça sarouel 46 C&A (esqueci o preço, mas acho que foi 60 paus), brinco eu que fiz, pulseira que não dá pra ver tb, Havaianas, Havaianas – todo mundo usa.

Essa cor de calça desfavorece, eu sei. Mas adorei mesmo assim. E mesmo parecendo que eu saí da boca de uma vaca, eu saí de casa sem tirar nem pôr. huhuhhu. E essa blusa tem um detalhe nas costas que eu posto amanhã!

Vem, 2011! Acaba com esse dia 31 logo!!!

Gente, me desculpem, eu ODEIO ano-novo em cidade grande! ODEIO bloco das piranhas, ODEIO bêbados pela rua, ODEIO gritaria, ODEIO fogos barulhentos, ODEIO ambulantes gritando “SKOL LATÃO CINCO REAL”, ODEIO aquelas meninas gordeenhas sem noção de mini short, top fluorescente, franjinha colada na testa com gel e sobrancelha desenhada com lápis de olho marrom (???), ODEIO show do Luan Santana.. Enfim, eu sou o AVESSO do Reveillon em Copacabana, por exemplo! Acho um INFERNO, uma coisa INSUPORTÁVEL, detesto!

Até antes de a minha filha nascer, eu costumava acampar no ano novo… O destino era, invariavelmente, Trindade… Delíiiiiiiiiiiiicia!!! Barraca, amigos, beques, fogueira, violão… Na paz! Virávamos o ano ao som de uma bandinha local cantando Pescador de Ilusões… era maravilhoso. Até o último ano, de 2004 pra 2005 (em 2005 conheci meu marido pessoalmente e o que até então era um conhecido de internet – que eu tinha certeza que era o homem da minha vida, by the way – virou meu namorado), quando parece que aproximadamente 25 mil pessoas descobriram Trindade e o ano-novo lá ficou muito semelhante a Copacabana. Aliás, todos os destinos alternativos do mundo parece que foram descobertos e tudo parece que ficou um inferno. Mas Trindade, particularmente, ficou impossível de se freqüentar em feriados, então o mundo acabou pra mim.

Também, em dezembro de 2005 eu tava grávida, no de 2006 Isabela tinha 4 meses… e de lá pra cá, passamos em casa! Nós três, eu faço umas comidinhas delícia, gelamos uma garrafa de qualquer coisa e ficamos felizes da vida xingando os fdps que ficam soltando fogos até cinco da manhã. Fala sério, pra que isso? No outro dia é um dia NORMAL, caralho. Dia 2 todo mundo trabalha, o mundo não acaba no dia primeiro! Não faz sentido tanto berro!

Enfim! Independente do que acontece lá fora, esse ano nós vamos celebrar não o ano-novo, mas o velho! 2010 foi muito bom pra minha família! Nós crescemos muito!

E é isso, que esse ano venha arrebentando (e eu sei que vai vir), trazendo muita coisa boa pra todo mundo!

Beijos pra todos, feliz ano-novo!

O Preconceito ao Contrário

Eu cheguei a ver em alguns blogs um “fenomenozinho” aparentemente corriqueiro no mundo PS e estranhei, mas não achei que fosse se aplicar a mim. O fenômeno da “pouca gordura para estar aqui”.

Acontece quando, tipo, um catalogo vem com plus size models que não chegam a ser goooordas, que devem estar na faixa do 44. Daí as meninas mais gordas se sentem injuriadas porque a tal modelo “não é gorda o suficiente” para estar ali.

E, tcharaaaam, adivinhem? Aconteceu comigo não faz dez minutos:

“eu
dez 31, 2010 @ 00:06:50

Me desculpe Carol, mas eu acho um absurdo você defender tanto numeração gg como se fosse 46 quando 46 nem gg é. Vc é uma pseudo gg, amiga… eu visto 52, quem dera ter seu corpo eu estaria feliz da vida.

colocar enjoy e mercatto como opções para quem procura roupa gg é um absurdo! pense nas meninas que vestem mais do que vc, quando eu por exemplo vou encontrar roupa na enjoy?”

E eu posso com isso?

De boa, me recuso terminantemente a cair em bate-bocas quanto a isso! Imagina! “Sou gorda sim, tá, e sou GG sim!” Hahahahaha! Que porra! Tenho que postar uma foto pelada ou de biquini 40 pra provar que fico muito semelhante a um salame pendurado se vestir um número padrão? Ah, pelamor, cara!

O fato de eu ser MENOS gorda que você, cara, não quer dizer que eu não tenha problemas pra encontrar roupas ou que eu não seja um tamanho grande. Meu tamanho é grande, o seu é maior ainda, mas os dois são acima de 44 e, portanto, são plus size. Não tenho que provar nada, oras! Fiquei chateada, achei descabido!

Uma vez, na fila do McDonals, numa das raríssimas vezes em que fui comer lá – eu realmente quase nunca vou, se como lá uma vez por ano, é muito -, eu não sabia o que pedir e uma menina muito mais gorda do que eu, atrás de mim, quis me apressar:

“- Pede o trio Cheddar e uma torta!” (eu queria pedir ou sanduiche e batata OU sanduiche e torta, e não tudo junto).

Respondi que não, que se eu engordasse mais dez gramas eu explodia, que já era um absurdo que eu estivesse comendo ali em dia de semana.

A menina riu e falou que se tivesse o meu corpo estava feliz da vida e não se preocuparia com isso. O_O

(de boa, fui grossa, respondi que então tava explicado o porque de ela estar do tamanho que ela estava… O fato de eu estar gorda não quer dizer que eu coma desesperadamente junk, cacete, e muito menos me dá passe livre para fazê-lo)

Mas enfim… Acho que isso é uma situação parecida; é o preconceito às avessas. O preconceito das gordas x magras (ou, no caso, pior ainda, gordas x menos gordas).

Achei chato isso e me recuso a ficar justificando o quão gorda sou. Oras.

Ainda mais que não estou evoluída o suficiente pra assumir meu peso em público. Hahahahahaha!

Desculpem se fui meio grossa, esse post nem era pra existir, foi só pq não consegui me calar!

Beijocas!

* só pra me sentir importante, aí vai um HVA básico: hoje fui assim ao mercado da esquina, HAHAHAHAHAHHA!

Essa blusa é da Mercatto, e eu me apaixonei por ela no exato momento em que vi na vitrineee! Sim, Cris, as coisas lá tendem a ser descartáveis! Mas eu adorei! Custou 40 paus, hahaha! E bermuda Leader boyfriend 46 ajustada! ODEIO essa cor e vou tingir de escuro. Ah. E bolsa desbotada Sacoladela e Havaianas prata e branca.

Pérola da Bebela

 

Ontem levei a pimpolha pra me acompanhar, eu tinha que ir ao dentista. Na espera, ela pediu pra ir ao banheiro. É claro que não poderia ser um simples xixi, se é que vocês me entendem.

Entramos no banheiro, limpíssimo, e havia um Bom Ar em cima do tanque da privada e um Veja (daqueles de vidro rosa) ao ladinho. Isabela apontou o bom ar e disse:

“- Isso é pra tirar cheiro de cocô fedorento. Depois que eu terminar o meu cocô, minha mãe vai jogar um pouco aqui no arrrrr!” – ela anda raspando os erres todos na garganta e prolongando os erres únicos, “prrrrrrrrrrrrrincesa”… As crianças de vocês também fizeram isso? Eu acho hilário, mas dá um nervoso!

Daí ela olhou pro Veja e disse:

“- E isso aqui é pra nascer flores.”

Não entendi e a minha cara de concha ficou mto explícita.

“- Não, filha… Como assim, pra nascer flores? De onde você tirou isso, isso é desinfetante!”

Ela olhou, pensou, pensou… E, encafifadíssima, me disse:

 

“- Então por que na televisão toda vez que passam isso nascem flores?”

O_O

HAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAAHHAHAAHAHHAHAAH

Agora pensem: o que acontece em todo santo comercial de desinfetante? HAHAHAHAHAHAHAHA!

Gente, que coisa mais fofa! No mundo deles, enquanto eles não sabem o que é computação gráfica, é tudo real!!! Hahahahah!

Adorei!

 

E já tenho meu primeiro apoio!

Viu? Pentelhar dá frutos. Quem não chora não mama e, quando o assunto é internet, o lance é MARCAR PRESENÇA – aka PENTELHAR no melhor estilo carolístico.

Pedi um patrocínio básico quase sem esperanças e o que ganhei? Um apoio looooosho, chique, tudebom!!!

Fica na Rua Mario Amaral, 311. Cep: 04002-021.
Paraíso – São Paulo -SP
Tel: 11 3051-5852

O Maria Bonita é tudebom. Tô louca pra apresentar ele pra vcs, assim que a Mia me mandar fotos, tá, Mia? Hahahhahaah! Só sei que é o salão mais lindoooo do mundo, eu pago pau MESMO, desde que abriu. Lindo, lindo, lindo.

E apóia o EhBatata, quer MAIS lindo que isso????

Amei! Agora vou começar a guerra pra colocar o selo ali na barra da direita! AMEEEEI! Brigada, Mia!!

Se você quer ser meu patrocinador também, é só escrever para carolinakn@hotmail.com e a gente conversa.

Beijofui!

Fim do Mundo, quer dizer, Fim de Ano taí!

Fim do Mundo Fim de Ano taí!


E eis que, depois do calor histérico de janeiro e fevereiro; das águas de março; dos chocolates de abril; do meu aniversário (ahouhahahaha) em maio, do frio, das canjicas e dos pula-fogueira-iaiás de junho e julho; de agosto, mês da minha filha, huhuh; dos feriados intermináveis de setembro, outubro e novembro… Chega o famigerado dezembro com força total! E chega com trilha sonora:

“JÁ É NATAL NA LEADER MAGAZINE…”

Dezembro é o mês mais arrebatador que tem. Ele já começa aloprando, filho da puta, queeeente de fritar ovo em placa de esgoto. Já começa com aquela sensação de que o mundo vai acabar – e não apenas o ano. E, de fato, é mais ou menos isso. Toda vez que saímos pra rua e tomamos aquele bafo quente na cara, temos a sensação que “de hoje não passa”.

Em dezembro a gente já começa de caneta e bloquinho em mãos. É o mês das listas.
Lista de Amigo Oculto: que hoje em dia é, na verdade, “Havaianas Ocultas”, ou “DVD Oculto”, ou “Trinta Reais Ocultos”. Me pego perguntando, às vezes, se não seria mais justo se nós todos colocássemos trinta pilas em um envelopinho e simplesmente trocássemos na confraternização. O grande barato não seria o presente – como já não é, tendo em vista que todo mundo já sabe o que vai ganhar -, e sim a cor do envelope. “Aaaaai, o meu é roxiiiiinho, do jeito que eu gosto! Brigada, Afonso!”
Lista de Presentes: “lembrancinhas” valendo uns 30 paus (sempre 30, o número da sorte de dezembro, parece), que, logicamente, encontramos no Saara ou na 25 de março por 8 reais, com muito custo, muita cara no sovaco de muito ambulante se matando nas lojas transbordando de gente suada – misericórdia, Senhor! É uma Via Crúcis. É a visão dos infernos. É absurdo. A gente compra uns 20 bagulhinhos ( porta-níqueis, agendinhas, canetas), uma porrada de tranqueira que, no final das contas, ninguém usa, todo mundo repassa pra frente e eu tenho a impressão que, de alguma forma, no final do ciclo de um ano, tudo volta pras mesmas prateleiras. É, tipo: eu ganho um porta níquel, agradeço com meu sorriso amarelo, digo que “amey!”, guardo e dou pra alguém cujo presente esqueci de comprar, essa pessoa faz o mesmo e, de alguma forma, um dos receptores deve ser o Afonso, dono da loja de muambas. Aí ele vende de novo. É a versão urbana do Ciclo sem Fim, do Rei Leão.

Lista de Presentes DOS FILHOS: essa é PIOR. Quando chega novembro, a gente já fica ligada nas propagandas que fazem os pequenos pararem de andar de bicicleta pela sala pra prestar atenção. O que não são poucas. Moon Sand, Little Mommy, Barbies mil, Parque aquático da Polly… É, eu só presto atenção em coisas de menina, pq a minha filha é menina, né… Hhaouahuah! Mas pra meninos tem a mesma quantidade de tranqueira. Enfim, é um efeito engraçado – pra não dizer filho de uma puta, pq devia ser limitado o numero de propagandas, e não uma lavagem cerebral que cria pequenos consumistas -, ver que, do nada, eles param de brincar por trinta segundos, vêem a propaganda e imediatamente gritam “MÃE, EU QUERO!” ou “MÃE, VC COMPRA?”. No resto do ano a gente tenta explicar pra eles que ninguém peida dinheiro, mas em novembro e dezembro a gente troca o discurso: “PEDE PRO PAPAI NOEL”. Na vã esperança que eles escolham uma única coisa. O que nunca fazem.

Minha filha entrou dezembro me pedindo umas duas mil e quatrocentas coisas e eu só faltei arrancar meus pentelhos de um por um pra escolher o que ela realmente queria. Como malandro é malandro e mané é mané, levei ela no Papai Noel e disse pra ele perguntar o que ela queria e me contar depois. Huhuhuhuh. Fica a dica. Ou então manda pedir pro Tio Afonso, já que ele tem uma loja de muamba.
Lista de Compras pra Ceia: essa é foda. Começa com a pergunta clássica – quem vem pra ceia? E aí a gente conta as pessoas:

Mãe 1

Pai 2

Mano Maurício 3 4 5

Prima Gorda 6 7 *

Prima Magra 7 e 1/5

Prima Fashion 8 e 1/5

Primo Gay 9

Primos crianças 10

Tio Afonso 11 *

Tio Carlão 12 13 *
E, como vocês podem ver, a lista acima tem 13 pessoas. E os asteriscos, que marcam os que bebem pra cacete. Daí, só quando a gente sabe quem vai vir, é que a lista de compras é feita.
Peru ou Galinhão (Chester)

Pernil

Tender

Fios de Ovos – No extra

Nozes nas Casas Pedro

Castanhas Portuguesas

Passas

Cerejas ao marrasquino

Abacaxi em calda

Pêssego em calda

Pão de rabanada

Figo em calda

Seis quilos de açucar

Milhares de latinhas de cerveja

Lentilha pro ano novo

Bacalhau

Panetones

Azeitonas pretas

E por aí vai. A compra de dezembro vem ENORME e caríssima. Infelizmente a gente esquece que existe um mês inteiro até lá, e a compra do mês em si fica meio capenga… Portanto, durante metade do mês, ao invés de comer pão com queijo no café da manhã, a gente acaba comendo… Panetone com margarina ou pêssegos em calda com creme de leite…

E, enfim, chega o dia 23. Eu já escrevi sobre isso aqui e é redundante, mas eu preciso mencionar: a ceia só existe pra deixar as mulheres MALUCAS. Só pra isso. Pq dia 24 de noite, a gente tá o pó da rabiola. Depois de dois dias na cozinha ininterruptamente, qualquer semelhança com Ingrid Betancourt saindo do cativeiro NÃO é merda coincidência.

Mas tudo bem!!! Tudo bem, porque pelo menos na sua cozinha não tá tocando Então é Natal, da Simone! Como tá em todas as lojas Americanas do Brasil a partir do dia 15 de dezembro!

E tudo bem também porque a mesma comida servirá para o dia 25 e 26, se vc tiver feito as contas certas… Hahahahaouhaouha! Dois dias de arroz a grega no microondas e salpicão de chester!

E depois a gente não sabe pq no ano-novo a gente SEMPRE tá redonda.

Oh, céus.

Cansei.

Bjofui!

Antes que termine…

Buenos days, povo!

 

Antes de terminar 2010 eu tinha que vir aqui dar uma palavrinha que fosse. Tirei o outro layout pq não faz mais a minha cara, e tenho que fazer outro, mas tô mega sem tempo e paciência. então vai ficar fodidinho o blog por enquanto, tá?

 

Tá tudo tão mudado do lado de cá! Tem TANTA coisa nova, tantos rumos novos que eu queria contar… Mas só vou contar depois de estar tudo engatilhado, hahahah!

 

Pra quem não soube, saí do restaurante. Sim, tava ganhando mto pouco pra tanto esforço; eu quase não via minha filha. Então meti o pé e… Comecei meu negócio! O Berinjella (http://www.facebook.com/pages/Berinjella/173324426031052)! Tenho feito toneladas de encomendas, são comidinhas naturebas delícia que eu garanto, vc vai gostar. Hehehe. Eu conto mais por aí.

 

Parece que vem vindo uma retomada do blog, e redirecionada tb. Tomara. Eu mesma torço, gente, vcs não sabem o quanto, pra que eu me mantenha no caminho que planejo. Hahahahahah!

 

Vou nessa, mas volto logo. Beijofui.

O Retorno de Saturno

” E aos 29, com o retorno de Saturno

Decidi começar a viver”

Essa música sempre foi uma das mais enigmáticas da Legião Urbana, banda de que sou fanática desde os 12 anos de idade, pra mim. Por gostar tanto dela mas nem sempre gostar de ouvir, por conter coisas em que não sei se acredito.

O tal retorno de Saturno, segundo a astrologia – tentando condensar muito a explicação – seria o tempo que Saturno demora para completar uma volta ao redor do Sol: +- 29 anos. Então, astrologicamente falando, aos 29 anos a volta de Saturno ao ponto em que ele estava quando você nasceu provoca uma mudança drástica na sua vida: vc vira outra pessoa.

Nunca comprei muito esse papo, juro.

Mas desde o final do ano passado estou sentindo umas “coceiras”. É estranho.

Completei 27 anos em 1 de maio de 2009, e no final desse ano comecei a mudar alguns padrões que há 27 anos eu nunca tinha mudado. Isso me pareceu esquisitíssimo, porque eu me conheço e nunca nem tinha testado algumas soluções, do nada resolvi testar e saí ganhando. Eu geralmente não consigo das continuidade a nada, mas eu consegui continuar nadando incessantemente por quatro meses, até as férias. Depois decidi que tenho que terminar a faculdade, e encasquetei com isso. Entrei o ano encasquetada, cada vez com mais convicção. Na natação, idem. Em me arrumar, idem. Em ter uma carreira, idem.

Eu nunca tinha pensado em cada uma dessas coisas. Eu não sei explicar porque ter uma carreira, pra mim, parecia tão inconcebível. Mas parecia. De uns meses pra cá, parece a coisa mais normal e real do mundo.

Aí me caiu a ficha ontem da história do retorno de Saturno. Pq isso se intensificou muito de umas duas semanas pra cá, e eu me dei conta de que estamos nos aproximando do meu aniversário, que é 1 de maio, e vai que é isso. Teoricamente esse RdS é um processo longo e, sendo assim, aos 28 ele começaria a acontecer, mesmo, pra se concluir ao final dos 29.

Lembrei das minhas amigas que só deram certo mesmo depois dos 27, 28… Thaiane. Katy. Van. Mia.  E tantas tantas outras que eu vi, com o perdão da pieguice, florescerem exatamente na idade em que estou.

Será?

Tomara.

Gente, eu queria colocar UMA foto, entraram três, não sei como e não consigo tirar a porra da galeria!

Vai assim mesmo

ALUFFF! ONTEMMMM EU TAVA FALANDO DE VOCÊEE! Que acho vc um exemplão.

=P

Entradas Mais Antigas Anteriores