Vem, 2011! Acaba com esse dia 31 logo!!!

Gente, me desculpem, eu ODEIO ano-novo em cidade grande! ODEIO bloco das piranhas, ODEIO bêbados pela rua, ODEIO gritaria, ODEIO fogos barulhentos, ODEIO ambulantes gritando “SKOL LATÃO CINCO REAL”, ODEIO aquelas meninas gordeenhas sem noção de mini short, top fluorescente, franjinha colada na testa com gel e sobrancelha desenhada com lápis de olho marrom (???), ODEIO show do Luan Santana.. Enfim, eu sou o AVESSO do Reveillon em Copacabana, por exemplo! Acho um INFERNO, uma coisa INSUPORTÁVEL, detesto!

Até antes de a minha filha nascer, eu costumava acampar no ano novo… O destino era, invariavelmente, Trindade… Delíiiiiiiiiiiiicia!!! Barraca, amigos, beques, fogueira, violão… Na paz! Virávamos o ano ao som de uma bandinha local cantando Pescador de Ilusões… era maravilhoso. Até o último ano, de 2004 pra 2005 (em 2005 conheci meu marido pessoalmente e o que até então era um conhecido de internet – que eu tinha certeza que era o homem da minha vida, by the way – virou meu namorado), quando parece que aproximadamente 25 mil pessoas descobriram Trindade e o ano-novo lá ficou muito semelhante a Copacabana. Aliás, todos os destinos alternativos do mundo parece que foram descobertos e tudo parece que ficou um inferno. Mas Trindade, particularmente, ficou impossível de se freqüentar em feriados, então o mundo acabou pra mim.

Também, em dezembro de 2005 eu tava grávida, no de 2006 Isabela tinha 4 meses… e de lá pra cá, passamos em casa! Nós três, eu faço umas comidinhas delícia, gelamos uma garrafa de qualquer coisa e ficamos felizes da vida xingando os fdps que ficam soltando fogos até cinco da manhã. Fala sério, pra que isso? No outro dia é um dia NORMAL, caralho. Dia 2 todo mundo trabalha, o mundo não acaba no dia primeiro! Não faz sentido tanto berro!

Enfim! Independente do que acontece lá fora, esse ano nós vamos celebrar não o ano-novo, mas o velho! 2010 foi muito bom pra minha família! Nós crescemos muito!

E é isso, que esse ano venha arrebentando (e eu sei que vai vir), trazendo muita coisa boa pra todo mundo!

Beijos pra todos, feliz ano-novo!

Anúncios

O Preconceito ao Contrário

Eu cheguei a ver em alguns blogs um “fenomenozinho” aparentemente corriqueiro no mundo PS e estranhei, mas não achei que fosse se aplicar a mim. O fenômeno da “pouca gordura para estar aqui”.

Acontece quando, tipo, um catalogo vem com plus size models que não chegam a ser goooordas, que devem estar na faixa do 44. Daí as meninas mais gordas se sentem injuriadas porque a tal modelo “não é gorda o suficiente” para estar ali.

E, tcharaaaam, adivinhem? Aconteceu comigo não faz dez minutos:

“eu
dez 31, 2010 @ 00:06:50

Me desculpe Carol, mas eu acho um absurdo você defender tanto numeração gg como se fosse 46 quando 46 nem gg é. Vc é uma pseudo gg, amiga… eu visto 52, quem dera ter seu corpo eu estaria feliz da vida.

colocar enjoy e mercatto como opções para quem procura roupa gg é um absurdo! pense nas meninas que vestem mais do que vc, quando eu por exemplo vou encontrar roupa na enjoy?”

E eu posso com isso?

De boa, me recuso terminantemente a cair em bate-bocas quanto a isso! Imagina! “Sou gorda sim, tá, e sou GG sim!” Hahahahaha! Que porra! Tenho que postar uma foto pelada ou de biquini 40 pra provar que fico muito semelhante a um salame pendurado se vestir um número padrão? Ah, pelamor, cara!

O fato de eu ser MENOS gorda que você, cara, não quer dizer que eu não tenha problemas pra encontrar roupas ou que eu não seja um tamanho grande. Meu tamanho é grande, o seu é maior ainda, mas os dois são acima de 44 e, portanto, são plus size. Não tenho que provar nada, oras! Fiquei chateada, achei descabido!

Uma vez, na fila do McDonals, numa das raríssimas vezes em que fui comer lá – eu realmente quase nunca vou, se como lá uma vez por ano, é muito -, eu não sabia o que pedir e uma menina muito mais gorda do que eu, atrás de mim, quis me apressar:

“- Pede o trio Cheddar e uma torta!” (eu queria pedir ou sanduiche e batata OU sanduiche e torta, e não tudo junto).

Respondi que não, que se eu engordasse mais dez gramas eu explodia, que já era um absurdo que eu estivesse comendo ali em dia de semana.

A menina riu e falou que se tivesse o meu corpo estava feliz da vida e não se preocuparia com isso. O_O

(de boa, fui grossa, respondi que então tava explicado o porque de ela estar do tamanho que ela estava… O fato de eu estar gorda não quer dizer que eu coma desesperadamente junk, cacete, e muito menos me dá passe livre para fazê-lo)

Mas enfim… Acho que isso é uma situação parecida; é o preconceito às avessas. O preconceito das gordas x magras (ou, no caso, pior ainda, gordas x menos gordas).

Achei chato isso e me recuso a ficar justificando o quão gorda sou. Oras.

Ainda mais que não estou evoluída o suficiente pra assumir meu peso em público. Hahahahahaha!

Desculpem se fui meio grossa, esse post nem era pra existir, foi só pq não consegui me calar!

Beijocas!

* só pra me sentir importante, aí vai um HVA básico: hoje fui assim ao mercado da esquina, HAHAHAHAHAHHA!

Essa blusa é da Mercatto, e eu me apaixonei por ela no exato momento em que vi na vitrineee! Sim, Cris, as coisas lá tendem a ser descartáveis! Mas eu adorei! Custou 40 paus, hahaha! E bermuda Leader boyfriend 46 ajustada! ODEIO essa cor e vou tingir de escuro. Ah. E bolsa desbotada Sacoladela e Havaianas prata e branca.

Lojas Liberadas pra Meninas Plus Size!

Então, é claro que depois do babadaaaço de ontem – que, por sinal, foi complementado pelos comentários da Bia e da Mia corroborando o que a Mari disse, uma lista de lojas que sabidamente produzem peças acima de 44 começou a rolar nos comentários.

Então vou passar a limpo:

 

Renner, Leader – Tem peças até o 52, se não me engano. Nem sempre as modelagens favorecem, mas que tem, tem.

C&A – Taí, a C&A é estranha. Não tem seção maior, mas não tenho maiores problemas em comprar lá, a não ser jeans. Não importa a linha, os tamanhos da C&A geralmente são minúsculos em jeans! Os 46 de lá não passam da minha (enorme) bunda. Mas em outras roupas, eu não tenho maiores problemas. Calças, camisetas, blusas, vestidos… 44 e 46 são normais e tem muita coisa bacana.

De C&A dos pés a cabeça: calça sarouel de malha G (R$ 70), regata Maria Bonita para C&A GG (mas tá enorme, me arrependi de comprar GG, R$ 49,90), sandália nude (R$ 79)

Mercatto – Taí, eu tiro o chapéu pra Mercatto. Eles têm tamanhos justíssimos, o P é P, o M é M e o G é G. Os preços são ótimos e as roupas são lindinhas. O único problema é a qualidade, que deixa a desejar… Peças da Mercatto sempre descosturam, vestidos às vezes têm um caimento péssimo, embora no manequim estejam lindas. Eu fico de olho sempre no busto, pq as costuras de vestidos e blusas de lá geralmente ficam horríveis no peito!

Enjoy – Eu AMO a Enjoy… Principalmente maxi dresses. Meus vestidões da Enjoy são um arraso. Calças, no entando, never… Se bem que não cheguei a provar nada boyfriend ou sarouel de lá, desde que eu desencanei e passei a usar essas peças, caibo em muito mais coisas, hahahahaha!

X-Site – No Natal mesmo, ganhei uma saia de lá, que tá ENORME, e duas camisetas. A dica quem deixou foi a Flávia.

Twins – Essa loja é aqui de Niterói, tem na Gavião Peixoto e vive em feiras e bazares por aqui. Ela é bem barata, faz peças de malha. Tem peças de todos os tamanhos a preços mega acessíveis, MAAAS… Tem que garimpar. As “estilistas” de lá têm um PÉSSIMO gosto para estampas!

Wiggly – Mesmo caso da Twins, fica na Gavião tb.

Cori – Essa foi dica da Aline, a loja é de SP e eu não conheço!

Strike – Também não conheço, foi dia da Bia e tem coisas tamanho 50!

Malharia Mena – Tb dica da Bia, parece que é no centro do Rio!

Shoulder – Também desconheço, dica da Aline! É em Sp.

Opção – Essa é uma loja que eu acho que regrediu. Impressionante. Antes eu sei que eles faziam até o 48, agora acho que se “fashionizaram” e ficou td muito curto, muito pequeno… Uma pena. Mas Aline disse que ainda acha coisa 46 lá!

E as lojas onde não somos bemvindas:

Farm – Eu quase choro pra falar isso, porque eu acho as roupas de lá FANTÁSTICAS. As estampas alucinantes, tudo lindo, lindo… E minúsculo.

Cavendish – É outra loja que até as meninas magras vestem G.

Siberian – Eu não conheço a marca, mas me parece que é famosa e também segue a filosofia thin only.

E vamos aumentando essa lista! Podem postar dicas de lojas que trabalham com numeração grande e que não trabalham, a gente faz um guia! Adorei!

Vale lembrar que lojas que trabalham com GG já são um avanço e devem ser compartilhadas, néah?

Beijos, fui!

O Outro Lado da Moeda

A Mari, do http://contosmamaepolvo.blogspot.com, é um dos meus maiores referenciais de estilo. Saquem:

É absurdo o quanto essa mulher sabe sobre moda, e mais absurdo ainda como ela monta e interpreta. Porque saber sobre moda, qualquer um pode saber, mas estilo é de cada um e não é todo mundo que tem.

Pois bem. A Mari trabalhou durante muito tempo em uma loja MEGA famosa de roupas. Marca cara bagaray, dessas que a gente desembolsa fácil 300 pila num vestido, sabem?

E olha o que ela comentou no último post:

“Carolzita, vou te dizer um outro lado agora. Vc sabe, não sou gorda, mas não sou magérrima, acho que me enquadro no padrão mulher brasileira, rs. Visto 40 em uma média(poucos 38 e alguns 42) e as modelagens estão cada vez menores. A grande MAIORIA das lojas eu visto G! Sim, G! E nesse último natal comprei 2 blusas GG!!
Trabalhei 10 anos em loja, sendo a última de “grife” por 6 anos e meio e esta dizia para nós gerentes com todas as letras que não fazia roupa grande e nem iria fazer pq não queria gordinhas vestidas com a marca dela. Eu amaaaava atender as foras dos padrões, pq estas qdo uma peça cabia e vestia bem comprava todas da loja! Era venda certa! Por isso sempre reclamei muito p/aumentarem as modelagens p/vender mais, mas a dona da loja dizia que preferia ficar sem vender do que uma roupa dela ficar desforme em alguma gordinha. Triste, mas faziam roupas p/magérrima, pq até as magras hj vestem tamanho grande!O mesmo para sapato. Diziam que sapato grande fica feio na mulher de pézão. Lembro até hj de um de piton que custava 700pilas e só veio até 37!  Se tivesse outros números maiores teria vendido muuito! Mas não… é chocante!
Bastidores de loja é isso aí! Eles poderiam, mas não querem!”

Entenderam agora o motivo pelo qual a gente não encontra nada que caiba nessas lojinhas mega prestigiadas de shopping??? ABSURDO, GENTE! Que porra é essa?!

Por motivos óbvios, não posso falar o nome da loja. Mas podemos fazer o contrário, divulgar nomes de lojas que NÃO seguem essa filosofia ridícula e estúpida e torcer pra que as donas dessas lojinhas de merda tenham vários problemas de tieróide e engordem toneladas, pra que sintam na pele como a gente – e mesmo gente nem tão gordinha assim – se sente. #gordinhavingativafeelings

Quem quiser deixar dicas de lojas boas e que não se enquadrem no padrão acima, vou achar o má-xi-mo!

bjofui

Plus Size 2


O comentário da Manu:

carol voce nao sabe como adorei esse post!!!!!!!!!!!! tb sou gordinha e mtas vezes me sinto perdida e de mal comigo mesma e isso é uma sensação tão horrivel que sõ quem passa por isso sabe. sair pra comprar roupa só em dia que estyou muito bem de cabeca pq se eu estiver um pouquinho mal já era.

ameiiiiiiii demais, amei tbm o seu vestido posta mais coisas!!! vc é linda e pra ser sicera nao te acho gorda mas tb nao e magra mas é linnndaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! amei! virei fan!”

Fala sério, tem realidade mais verdadeira que essa? Qualquer gordinha (impressionante a dificuldade pra escrever essa palavra) se reconhece com uma pontada de dor nesse comentário. Quantas vezes a gente deixa de entrar em lojas pq sabe que não vai ter nada que caiba? Quantas vezes a gente pegou um monte de coisa e nada serviu? Quantas vezes a gente saiu do provador de mãos vazias e foi direto pra praça de alimentação afogar soterrar nossa frustração em um monte de comida vazia (embora bem recheada)??

É impressionante, mas desde que, há alguns dias, descobri esses blogs GG, me senti totalmente acolhida, como se estivesse entre amigas. São meninas que eu nunca vi, mas que falam de coisas que eu sei tão profundamente, que acontecem tão freqüentemente comigo… É mais ou menos o que acontece quando a gente fica grávida e é mãe: a identificação com outras mulheres no mesmo momento é instantânea.

Mas voltando ao assunto, eu sei exatamente como você se sente, Manu. Eu sei exatamente. E olha que, dependendo da fôrma, eu consigo vestir 44. Imagina quem veste 50, como deve se sentir?

Meu maior problema é o quadril, bem como as pernas. Minhas pernas de inhame cowboy. Grossas, enormemente grossas, não importa quanto eu nade ou pedale diariamente. Absurdas. Se passa na bunda, fica larga na cintura, e pra ficar certa na cintura, fica arrochaaaada no resto, parecendo embalagem a vácuo.

Meu número não tá nem lá nem cá, 46. Não acho quase nunca! Pra ser bem sincera, quando eu vestia 44, antes da gravidez, já era difícil. Sempre tinha acabado essa numeração em qualquer loja que eu chegasse, hoje é igual.

Agora, fica a incógnita: se é o primeiro número que acaba e se SEMPRE sobra 38, POR QUE DIABOS tem tanto 38 e tão pouco 46??? Só posso presumir que as marcas brasileiras sejam administradas por gente estúpida, não é possível que ninguém veja que um zilhão de consumidoras simplesmente ficam de fora de tudo que eles fazem.

E quando fazem, puta merda. Umas roupas RIDÍCULAS. GRAÇAS A DEUS eu não visto 50, pq se vestisse, ia andar pelada. Toda vez que passeio pela Plus da Leader eu fico indignada: nego parece que estraga as roupas desse número de propósito! Metem umas costuras ridíiiculas nos bolsos traseiros, absurdamente ridículas, ou então uns strass nada a ver… Umas blusas horrorooooosas, com uns paetês perdidos no colo… Umas estampas de velha…Uns cortes horríveis, mal feitos… Que isso, gente? Gorda não é palhaça, caralho. Se fizessem coisas BONITAS facilitariam tanto minha vida… Seria só comprar e mandar apertar. Mas não, eu não acho nada que me caiba nas araras normais e não acho nada “vestível” nas araras plus. Tô fodida.

Mas nem tudo é um pesadelo e descobri que existem marcas – infelizmente, a maioria dos States – que fazem sim roupas exatamente do meu tamanho e lindas! Tem uma tal de Asos Curves que tem umas coisas maravilhosas… Só falta coragem de comprar pela internet… Sabe como é… Gato escaldado…

Quanto a postar mais fotos… Bem, eu não sei se sou a melhor pessoa do mundo pra dar dicas de moda; eu sou alternativa demais… Hahaha! Mas prometo que vou tentar. Não serão looks tão bem construídos como de outras bloguetes que vejo por aí, mas eu vou tentar. Hehehe! Pelo menos colocando os tamanhos e onde eu comprei, ajudo outras meninas, certo?

Ia esquecendo: aqui do lado –>, mais embaixo, tem um selinho da campanha por tamanhos maiores! Copiem e usem nos blogs, vamos acordar os representantes das marcas pra uma fatia enorme de mercado que eles simplesmente ignoram!

Agora mudando totalmente de assunto, vou postar as fotos do Maria Bonita que prometi:

 

 

 

Inseri como galeria, tomara que funcione! Não é um loosho esse salão, gente?? Adorooo! Da próxima vez que eu pisar em SP, a primeira parada vai ser lá! HAHAHAHAHAAHHA!

 

Pérola da Bebela

 

Ontem levei a pimpolha pra me acompanhar, eu tinha que ir ao dentista. Na espera, ela pediu pra ir ao banheiro. É claro que não poderia ser um simples xixi, se é que vocês me entendem.

Entramos no banheiro, limpíssimo, e havia um Bom Ar em cima do tanque da privada e um Veja (daqueles de vidro rosa) ao ladinho. Isabela apontou o bom ar e disse:

“- Isso é pra tirar cheiro de cocô fedorento. Depois que eu terminar o meu cocô, minha mãe vai jogar um pouco aqui no arrrrr!” – ela anda raspando os erres todos na garganta e prolongando os erres únicos, “prrrrrrrrrrrrrincesa”… As crianças de vocês também fizeram isso? Eu acho hilário, mas dá um nervoso!

Daí ela olhou pro Veja e disse:

“- E isso aqui é pra nascer flores.”

Não entendi e a minha cara de concha ficou mto explícita.

“- Não, filha… Como assim, pra nascer flores? De onde você tirou isso, isso é desinfetante!”

Ela olhou, pensou, pensou… E, encafifadíssima, me disse:

 

“- Então por que na televisão toda vez que passam isso nascem flores?”

O_O

HAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAAHHAHAAHAHHAHAAH

Agora pensem: o que acontece em todo santo comercial de desinfetante? HAHAHAHAHAHAHAHA!

Gente, que coisa mais fofa! No mundo deles, enquanto eles não sabem o que é computação gráfica, é tudo real!!! Hahahahah!

Adorei!

 

E já tenho meu primeiro apoio!

Viu? Pentelhar dá frutos. Quem não chora não mama e, quando o assunto é internet, o lance é MARCAR PRESENÇA – aka PENTELHAR no melhor estilo carolístico.

Pedi um patrocínio básico quase sem esperanças e o que ganhei? Um apoio looooosho, chique, tudebom!!!

Fica na Rua Mario Amaral, 311. Cep: 04002-021.
Paraíso – São Paulo -SP
Tel: 11 3051-5852

O Maria Bonita é tudebom. Tô louca pra apresentar ele pra vcs, assim que a Mia me mandar fotos, tá, Mia? Hahahhahaah! Só sei que é o salão mais lindoooo do mundo, eu pago pau MESMO, desde que abriu. Lindo, lindo, lindo.

E apóia o EhBatata, quer MAIS lindo que isso????

Amei! Agora vou começar a guerra pra colocar o selo ali na barra da direita! AMEEEEI! Brigada, Mia!!

Se você quer ser meu patrocinador também, é só escrever para carolinakn@hotmail.com e a gente conversa.

Beijofui!

Fim do Mundo, quer dizer, Fim de Ano taí!

Fim do Mundo Fim de Ano taí!


E eis que, depois do calor histérico de janeiro e fevereiro; das águas de março; dos chocolates de abril; do meu aniversário (ahouhahahaha) em maio, do frio, das canjicas e dos pula-fogueira-iaiás de junho e julho; de agosto, mês da minha filha, huhuh; dos feriados intermináveis de setembro, outubro e novembro… Chega o famigerado dezembro com força total! E chega com trilha sonora:

“JÁ É NATAL NA LEADER MAGAZINE…”

Dezembro é o mês mais arrebatador que tem. Ele já começa aloprando, filho da puta, queeeente de fritar ovo em placa de esgoto. Já começa com aquela sensação de que o mundo vai acabar – e não apenas o ano. E, de fato, é mais ou menos isso. Toda vez que saímos pra rua e tomamos aquele bafo quente na cara, temos a sensação que “de hoje não passa”.

Em dezembro a gente já começa de caneta e bloquinho em mãos. É o mês das listas.
Lista de Amigo Oculto: que hoje em dia é, na verdade, “Havaianas Ocultas”, ou “DVD Oculto”, ou “Trinta Reais Ocultos”. Me pego perguntando, às vezes, se não seria mais justo se nós todos colocássemos trinta pilas em um envelopinho e simplesmente trocássemos na confraternização. O grande barato não seria o presente – como já não é, tendo em vista que todo mundo já sabe o que vai ganhar -, e sim a cor do envelope. “Aaaaai, o meu é roxiiiiinho, do jeito que eu gosto! Brigada, Afonso!”
Lista de Presentes: “lembrancinhas” valendo uns 30 paus (sempre 30, o número da sorte de dezembro, parece), que, logicamente, encontramos no Saara ou na 25 de março por 8 reais, com muito custo, muita cara no sovaco de muito ambulante se matando nas lojas transbordando de gente suada – misericórdia, Senhor! É uma Via Crúcis. É a visão dos infernos. É absurdo. A gente compra uns 20 bagulhinhos ( porta-níqueis, agendinhas, canetas), uma porrada de tranqueira que, no final das contas, ninguém usa, todo mundo repassa pra frente e eu tenho a impressão que, de alguma forma, no final do ciclo de um ano, tudo volta pras mesmas prateleiras. É, tipo: eu ganho um porta níquel, agradeço com meu sorriso amarelo, digo que “amey!”, guardo e dou pra alguém cujo presente esqueci de comprar, essa pessoa faz o mesmo e, de alguma forma, um dos receptores deve ser o Afonso, dono da loja de muambas. Aí ele vende de novo. É a versão urbana do Ciclo sem Fim, do Rei Leão.

Lista de Presentes DOS FILHOS: essa é PIOR. Quando chega novembro, a gente já fica ligada nas propagandas que fazem os pequenos pararem de andar de bicicleta pela sala pra prestar atenção. O que não são poucas. Moon Sand, Little Mommy, Barbies mil, Parque aquático da Polly… É, eu só presto atenção em coisas de menina, pq a minha filha é menina, né… Hhaouahuah! Mas pra meninos tem a mesma quantidade de tranqueira. Enfim, é um efeito engraçado – pra não dizer filho de uma puta, pq devia ser limitado o numero de propagandas, e não uma lavagem cerebral que cria pequenos consumistas -, ver que, do nada, eles param de brincar por trinta segundos, vêem a propaganda e imediatamente gritam “MÃE, EU QUERO!” ou “MÃE, VC COMPRA?”. No resto do ano a gente tenta explicar pra eles que ninguém peida dinheiro, mas em novembro e dezembro a gente troca o discurso: “PEDE PRO PAPAI NOEL”. Na vã esperança que eles escolham uma única coisa. O que nunca fazem.

Minha filha entrou dezembro me pedindo umas duas mil e quatrocentas coisas e eu só faltei arrancar meus pentelhos de um por um pra escolher o que ela realmente queria. Como malandro é malandro e mané é mané, levei ela no Papai Noel e disse pra ele perguntar o que ela queria e me contar depois. Huhuhuhuh. Fica a dica. Ou então manda pedir pro Tio Afonso, já que ele tem uma loja de muamba.
Lista de Compras pra Ceia: essa é foda. Começa com a pergunta clássica – quem vem pra ceia? E aí a gente conta as pessoas:

Mãe 1

Pai 2

Mano Maurício 3 4 5

Prima Gorda 6 7 *

Prima Magra 7 e 1/5

Prima Fashion 8 e 1/5

Primo Gay 9

Primos crianças 10

Tio Afonso 11 *

Tio Carlão 12 13 *
E, como vocês podem ver, a lista acima tem 13 pessoas. E os asteriscos, que marcam os que bebem pra cacete. Daí, só quando a gente sabe quem vai vir, é que a lista de compras é feita.
Peru ou Galinhão (Chester)

Pernil

Tender

Fios de Ovos – No extra

Nozes nas Casas Pedro

Castanhas Portuguesas

Passas

Cerejas ao marrasquino

Abacaxi em calda

Pêssego em calda

Pão de rabanada

Figo em calda

Seis quilos de açucar

Milhares de latinhas de cerveja

Lentilha pro ano novo

Bacalhau

Panetones

Azeitonas pretas

E por aí vai. A compra de dezembro vem ENORME e caríssima. Infelizmente a gente esquece que existe um mês inteiro até lá, e a compra do mês em si fica meio capenga… Portanto, durante metade do mês, ao invés de comer pão com queijo no café da manhã, a gente acaba comendo… Panetone com margarina ou pêssegos em calda com creme de leite…

E, enfim, chega o dia 23. Eu já escrevi sobre isso aqui e é redundante, mas eu preciso mencionar: a ceia só existe pra deixar as mulheres MALUCAS. Só pra isso. Pq dia 24 de noite, a gente tá o pó da rabiola. Depois de dois dias na cozinha ininterruptamente, qualquer semelhança com Ingrid Betancourt saindo do cativeiro NÃO é merda coincidência.

Mas tudo bem!!! Tudo bem, porque pelo menos na sua cozinha não tá tocando Então é Natal, da Simone! Como tá em todas as lojas Americanas do Brasil a partir do dia 15 de dezembro!

E tudo bem também porque a mesma comida servirá para o dia 25 e 26, se vc tiver feito as contas certas… Hahahahaouhaouha! Dois dias de arroz a grega no microondas e salpicão de chester!

E depois a gente não sabe pq no ano-novo a gente SEMPRE tá redonda.

Oh, céus.

Cansei.

Bjofui!

Plus Size

Na foto, vestido Leader, sapatilha de couro OpenUp , também Leader, bolsa não sei o que Barcellos que ganhei da minha vó, brincos eu que fiz. =]

É, e eis que, aos 28 anos, a gente acaba se aceitando do jeito que é. Quer dizer, eu quero emagrecer? Quero. Eu vou? Provavelmente sim. Um dia. Quando eu tiver paciência pra encarar uma dieta do jeito certo, cem por cento certo.

Mas só que esse dia não é agora, e agora, neste momento, a minha realidade está longe de ser o numero 40.

E quer saber? Por que DIABOS eu tenho que encanar com isso? Andei achando uns blogs de umas meninas Plus Size por aí ( estão nos meu slinks aqui ao lado, Keo Becker e outras que em breve eu posto links) e AMEI!!! Tem gente que vive em academia, tem gente que simplesmente gosta de poder comer, ué… O que é o meu caso. Posso ficar linda e magra? Posso. Basta fazer um bom regime. Quero fazer isso? Bem, até quero, mas agora não.

E isso não é motivo pra não sair gata na foto, támmmm??? Descobri um MUNDO INTEIRO plus size, onde tudo é possível e muita coisa boa acontece! Gente, como tem meninas LINDAAAAS e Plus size!

Então esse blog, daqui pra frente, além de dicas gastronômicas (lógico), receitinhas, comediazinhas e tal, vcs vão ver notícias do mundo Plus size. E tenho dito.

Visitem:

http://manualpraticodagordinha.blogspot.com/ – parece que ela abandonou o blog, mas eu tenho um feeling de que isso ainda vai voltar… é mto bom pra acabar!!!

http://mulherao.wordpress.com/

E tem alguns linkados aqui ao lado, como o da Keo Becker!

Amey!!!

Bjos, fui.

Wordpress, wordpress…

… Se eu pudesse, te mandava pra casa do caralho, WordPress…

 

Mas que coisinha difícil, impossível, inviável, enrolada, pouco prática que é o WordPress. Eu tinha meu blogzinho todo bonitinho, simplezinho e facinho no Blogspot. Eu estava feliz lá. Eu conseguia lidar com aquilo. Eu conseguia postar links. Eu conseguia postar selos.

 

PORQUE DIABOS aceitei quando me propuseram vir pro WordPress? Por que??? POR QUEEEEEEEEEEE?

 

É essa coisa do ser humano nunca estar satisfeito com coisa nenhuma, no final. Ai.

 

Agora estou aqui. Não consigo trocar o tema. Não consigo colocar selo, nem gadgets ali dos lados. Não consigo nem colocar meu perfil bonitinho ali.

 

Meu Deus, me dá paciência, que o resto eu tenho.

Entradas Mais Antigas Anteriores