Tava sem Net Ontemmmm!

Entro no álbum da Laís no Orkut e vejo uma foto dela agarrada a um mamute – uma estátua, gente, uma estátua – e a seguinte legenda:

“Porque gordo logo se identifica”

Puta que pariu e seus pentelhos energéticos, eu ri M-U-I-T-O!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Realmente, gordo e maconheiro se identificam de longe. Os dois têm histórias pra contar sobre a vida sofrida ou seqüelada, cara.

Agora, a Laís não é gorda, ela PENSA que é gorda. Gordo que é gordo… Bom, eu vou dizer o que gordo faz.

Quando eu estava grávida, ficou Deus e o mundo controlando minha alimentação. Na verdade, desde que eu me entendo por gorda Deus e o mundo controlam minha alimentação, mas quando eu tava grávida era pior. Me negavam todas as merdas que eu pedia – só meu irmão me trazia porcarias, e hj eu quero MATÁ-LO por ter me deixado engordar tanto -, e Isabela é a prova viva de que bebê não nasce com cara de bombom, nem de pizza, nem de pimentão com pipoca e leite condensado.

Bom, como boa gorda que sou, eu comia escondido. Comer escondido é uma técnica que todo gordo tem na manga. Só que é foda, pq vc não tem o prazer de SABOREAAAAR o que come… Vc tem que meter goela abaixo e ficar feliz pq conseguiu comer algo doce.

Então, na gravidez eu me controlei até o último fio de cabelo, até a última célula adiposa. Mas tinha hora que não dava, né?

Certo dia eu tava VERDEEEE por chocolate… Ninguém me dava. Pra variar. Eu ia pirar.

A saída foi atacar o Toddy.

Esperei a madrugada, me certifiquei que o Pablo dormia, fui pra cozinha e, com uma colher em punho, ataquei o pote de Toddy. Me delicieeeeei. Uma colher, duas… Lá pela terceira, a Luz acende, do nada, atrás de mim. Eu tava virada pro armário, apoiada na pia, de costas pra porta da cozinha e o interruptor, atracada no Toddy.

Se tivesse uma câmera na minha frente ia me pegar que nem uma estátua, com cara de cú peidando: na EXATA hora em que a luz acendeu, a colher tava na minha boca. Assim eu fiquei, congelada nessa posição.

“Pensa rápido, pensa rápido!”

Pensei. Respirei fundo, tirei a colher da boca, fechei o Toddy, guardei no armário, virei de frente pro Pablo. FINGI que nem percebi direito a presença e a cara de INCRÉDULOOO que ele fazia, abri a geladeira, peguei a caixa de leite e despejei um golão goela abaixo, na maior cara de pau, como se fosse a coisa mais natural do mundo… Tipo, “tô com peguiça de misturar no copo, vou misturar na boca”. Passei por ele, fui ao banheiro escovar os dentes e voltei pra cama.

Se você já fez algo assim, você é um gordo. Mesmo que seja fisicamente magro, é gordo de alma.

Esses dias fiz de novo.

Sabadaço de noite, cheguei da festa da Luli da Bianca e, pra me redimir pq eu comi que nem uma porca, fiz um jantarzinho pro maridóvski (O bichinho depois que casou simplesmente DESAPRENDEU o caminho do fogão, cara. Se eu não fizer e servir, ele come só pão). Como eu me entupi dos salgadinhos mais maravilhosos que já provei na vida, decidi ser boazinha.

Fiz um macarrão com ovo – olha a minha idéia de ser boazinha, HAOUHOUHAOUHAOUHUOAUOA, mas era sábado e não tinha nada em casa, mercado atrasadoooo – e manjericão, que eu adoro, e, de sobremesa, piquei banana e – fiz a merda, A MERDAAAAA – abri o leite condensado pra jogar em cima. O que eu JAMAIS devia ter feito, pq abrir a lata de leite condensado é tiro no pé.

O Pablo só comeu o leite condesado aquele dia, pq eu escondi a lata (escondi de mim mesma) no freezer.

Só que esconder de vc mesma não dá certo. Pq um gordo nunca esquece onde ele escondeu doces. Vã esperança.

Então, no domingo de tarde, enquanto Isabela comia uma banana, eu lembrei da lata. Pq gordo é assim, tem que associar qualquer nome com algo engordativo: banana – COM LEITE CONDENSADO, café – COM CREME, camisinha – DE CHOCOLATE…

Peguei uma banana tb – olha a idéia, vai vendo -, abri o freezer e enfieeeei naquele leite condensado (misteriosamente, ele não congela. Eu não sabia!)!!! Pablo estava aqui no computador.

Na hora em que tirei a banana da lata, escuto Pablo levantar.

Aí a cabeça do gordo – no caso, dA gordAAAA – dispara um alarme, né.
Tipo perú na véspera de Natal quando já desconfia que vai dançar.

Devolvi a lata, fechei o freezer e andei pro outro lado da cozinha, sem saber o que fazer com a banana – não, enfiar no cú não é uma opção.

Quando ele tava quase na porta, apelei. Enfiei a banana na boca e mordi a parte toda que tava com leite condensado. Parte enorme, o troço geladíssimo. Imagino o quanto essas cenas não traumatizem Isabela, tadinha. Vendo que a mãe é uma jamanta.

A parte que tava coberta com o doce deslizou direto pelo céu da boca e foi parar bem em cima dos dentes… Pq gordo merece, a bem da verdade. E bem em cima de um dente que tá com curativo pra tratar canal. Aquele troço GELADO, com 500% de açúcar… Bem em cima do meu dente ferrado.

Na minha mão, ficou a parte “saudável” da banana… Limpinha.

Pablo entra na cozinha, senta na cadeira e começa a brincar com Isabela e a conversar comigo, me perguntando “se é” alguma coisa ou não. Totalmente alheio ao meu sofrimento.

Gente, eu tava vendo passarinhos. Estrelinhas voavam pela cozinha inteira, uma voz ecoava lá no fundo – devia ser o Pablo conversando comigo, ou meu anjo da guarda me avisando que assim eu explodo. Congelei um sorriso no rosto pra disfarçar, mas a merda do leite tava GELADÉRRIMO, o dente numa dor AGUUUUDA, o céu da boca com um ROMBO da parte que o leite, de tão gelado, queimava. Não entendia uma palavra do que ele falava, mas fazia que sim, sorrindo, com a cabeça.

Caralho, que dor. O leite não esquentava. Fiquei com medo da porra do dente trincar. Pqp, pqp. Sem saber o que fazer, continuei enfiando pedaços da banana na boca, na esperança de que o calor se redistribuísse ali por dentro e ficasse menos frio bem no dente. E só pensava “não vem aqui, não vem aqui, não vem aqui que dá pra sentir o cheiro…”…

Tudo sorrindo, é claro.
Depois de alguns minutos, Pablo levanta e diz:

“- Nossa, vc tá com fome, né? Manera na banana que banana engorda e vc só fala em emagrecer!”

E saiu.

Me senti a gorda mais filha da puta do mundo. Parei de sorrir, cospi a banana.

A merda é que, a essas alturas, eu só cospi a BANANA. O leite condensado eu já tinha engolido todo.

Pqp.

Então, ISSO é coisa de gordo.

Se identificar é coisa de magrinho precisando perder 3 kgs. HAOUHAUHAUHAUOHUAHUOHAOUA.

P.S.: O título não tem nada com o que escrevi, mas tenh que ir, depois eu explico!

***********************************

>>>>>>>> Houaouhaouhauohuoaoa, Renata, Roberta e Regiane: HAOUHAOUHUOA, CARALHO, TUDO COM R????

ENFIM “alguéns” me entendem!

E o detalhe: quando eu fodo a parada assim, eu tenho que comer TUDO. Por exemplo, ao invés de comer uns biscoitinhos, eu esvazio o pacote TODO, que é pra não ter chances de achar, sabem?

E ele acha tudo na minha barriga, nos pneus, nas banhas…

10 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Renata
    nov 29, 2007 @ 18:25:00

    Caroooool, acho que vc é minha irmã gêmea e nós fomos separadas na maternidade….kkkkkkkkk

    Fala sério, igualzinho ao que eu faço… Agora, por exemplo, esperei os bebês dormirem, minha mãe ir embora, e abri um panetonepara comer SOZINHA… E quer saber? Falta só uns dois pedaços…

    E tenho que acabar logo, para o marido não desconfiar…. Ah, e ainda tenho que esconder o papel, para ele não ver no lixo…

    É mais ou menos assim, não é? houahuaouhua…

    Ah, e a culpa é do médico que NÃO QUIS me dar uma receitinha de sibutramina…. haouhuahouaha…

    Responder

  2. Regiane
    nov 29, 2007 @ 18:33:00

    Acabei de ler seu blog comendo um brownie que comprei semana passada e escondi na despensa… Tava desesperada antes porque não conseguia achar o brownie e pensei que meu marido tinha descoberto e resolveu me sacanear. Mas não, tava lá. E eu já comi. Agora tô com uma culpa do cacete. Começo a dieta amanhã! Kkkkkkkkkkkkk
    Bjs

    Responder

  3. Roberta Moura
    nov 29, 2007 @ 18:33:00

    Pensei que só eu fazias coisas assim.
    Só um exemplo: Meu marido compra alguns biscoitos (doces) para ir levando para o trabalho aos poucos. Arruma tudo em um cantinho do armário da cozinha.
    De vez em quando eu vou lá e dou um desfalque, mas compro outro e ponho exatamente no mesmo lugar q estava para ele não desconfiar, aí acabo comendo o que repus e tenho q comprar outra vez. Coisa de maluco…

    Responder

  4. Laís
    nov 29, 2007 @ 20:20:00

    Aahauahauah, só chorei de rir!!! Inclusive com os posts…

    Gordo que quer emagrecer 10 quilos é gordo, sim!

    Eu sou pior… tiro doce de criança (isso mesmo, pego as balas, pirulitos…); como os doces diets do meu avô, etc. Mas o pior: minha irma precisa engordar 7kg urgentemente, toda semana ela compra chocolate e a magrinha aqui é que come! Sacanagem dupla…

    Responder

  5. Família Teixeira (Alê, Flá, Gigi e Mimi)
    nov 29, 2007 @ 22:05:00

    Putz, Carol, eu ri muuuuuito com esse post.
    Já fiz muito essas coisas que vc falou, qdo estava no alto dos meus 133 quilos. Agora, depois de uma redução de estômago e muuuuitos quilos a menos, isso felizmente não acontece mais. De vez em quando penso como gorda e até tento comer, mas não desce, FELIZMENTE.
    E olha, teu marido tá muito bem. O meu, se eu não fizer o prato e trouxer na mão dele, ele simplesmente NÃO come. Nem pão, nem nada! Aí eu faço, né… Fico com pena dele ficar com fome. Não devia, mas… Mulé é boba mesmo.
    Bjks!
    Flávia

    Responder

  6. Paulinha
    nov 30, 2007 @ 01:40:00

    Lindonaaaaa
    tu naum tah no msn naum???
    eu queria fazer o template…eu fiz o da Euba mas naum conseguimos colocar naum sei pq, mas acho q no teu vai dar certo..tu ter umas batatas doidas..eh isso?ahuahuha
    Adoro teu blog, mas tava sem tempo de vir aqui, hj volteiiii 🙂

    Responder

  7. marcio alves
    nov 30, 2007 @ 06:13:00

    menina, quem es tu? de onde saiste? existes?

    ha muito tempo nao me divertia tanto.

    continue, continue

    saudacoes desde recife!

    Responder

  8. Roxana
    nov 30, 2007 @ 13:08:00

    Menina…
    Eu tenho alma de gorda…
    Eu MORRO por um chocolate (e mato também).
    Sabe como vc identifica quem tem alma de gordo?
    Acabando um almoço super hiper mega calórico – tipo uma feijoada, uma macarronada com creme de leite. O gordo pensa – qual será a sobremesa?
    E acabando a sobremesa (mesmo que seja sorvete com calda e mousse), e você esteja sentindo que vai explodir, ainda come os docinhos que acompanham o café.
    E depois disso, a PRIMEIRA coisa que te vem à cabeça é – O que vou preparar para o jantar, ou o lanche (depende da hora)…

    Eu sempre leio teu Blog, mas às vezes não tenho tempo de comentar…
    MAs ADORO!
    Beijos
    Roxana

    Responder

  9. Dannielle
    nov 30, 2007 @ 15:09:00

    Carol, agooora sim, arrumei pra mim, todos os dias qnd leio o seu blog, mando pro e-mail do meu marido, como já te falei, agora tooooodos os amigos dele do trabalho me mandam e-mail, perguntando se vc atualizou o blog, tenho q mandar pra todos eles, aí uns te axam inteligentíssima, outros axam q vc fica o dia todo em casa coçando por isso escreve coisas taum engraçadas, e ficam discutindo sobre sua vida, me perguntam se vc é bonita, se é feia, menina só tu vendo, arrastei uma legião de fãs pra vc viu! Qnd sair o livro vou querer porcetangem kkkkkkk (aquela né bem mercenária!) Bjus Carolzita e vou divulgando!

    Responder

  10. Bruno
    dez 01, 2007 @ 02:05:00

    eu sou assim tb!! hahahaha
    mas eu nao escondo as coisas de mim não!!!
    Cara, eu engordei 18kg em um ano!! tá vergonhoso isso!! Eu tava magrinho!! Agora tô com uma pança que não dá mais!!
    Só consigo vestir 2 calças!! preciso fazer uma dieta!!
    perder uns 20kg!!! hehehehe

    beijoos

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: