"Bom dia, sol filhadaputa!"

Bom, não bastasse eu estar aqui com meus sogros desde o dia 4 – sim, QUATRO – de janeiro, meu sogro foi embora domingo e a madrinha do Pablo chegou hj. Chegou as 8h da matina no aeroporto, e a essa hora meu pai no trabalho e meu irmão na Bahia, eu q fui, lesa, gorda e cabeluda, de ônibus buscá-la.
Lindão.
Acordei às 6h da manhã, VESGA, TRESGA, morrendo, pq a Dona Clara acordou 3 vezes pra falar “babababababababa” de noite, por causa do dente, e fui comer alguma coisa, prevendo atraso no vôo.
Fui pra cozinha, fiz meu sagrado copão de aveia com leite e Toddy pra comer de colher, coloquei a colher dentro e me dirigi ao quarto. Lógico q, ao estar VESGA como eu estava, totalmente zumbi, esbarrei o braço no armário e a colher caiu, em efeito catapulta, jogando um lindo punhado de aveia na porta do armário.
“- Cacete!”
Pq, claro, eu sou a PIOR qdo acordo, se puder mato o mundo, xingo até minha mãe.
O Pablo :”- Shhhhh, vai acordar a Belinha!”
“- Não fode, caralho!”. Todo santo dia ele acorda cedo e faz um barulho da porra, e a acorda, e eu sou quem tem q fazê-la dormir.
Porra.
Papel toalha na mão – há q se mencionar q o cabelo tava com 3 metros de altura, havia uma remela grande em cada olho, a cara mais oleosa q pastel de feira, sem contar q amassadíssima, um peito pra fora e outro pra dentro do sutiã -, fui limpar a mancha, q tinha escorrido até o chão.
Só q, no sonambulismo do momento, eu esqueci q o copo de aveia continuava na minha mão e abaixei assim mesmo. ¬¬
Caralho. Meu quarto é de carpete. Nãom falo mais nada.
Pula pra parte em q eu fui chegando na praia pra pegar a bosta do 998 – Galeão.
Chego no meio da rua centraaaaaal, e escolhi andar pra direita pro ponto mais próximo – lesa, pq o da direita é mais perto -, e no meio do meu caminho até o ponto o ônibus aparece. Fiz sinal mas não tinha como ele parar ali, então, eu, a poita, saí correndo. Corri MUITO, uma quadra e meia. Como o motorista viu q eu estava desesperada (7h da manhã e esse ônibus, só de hora em hora), esperou. Não perdeu por esperar, pq viu a cena mais linda da vida dele.
Eu, gordamente esbaforida, suando em BICAS, Havaianas na mão (sim, ando pra todo lado de Havaianas), bolsa na outra, despenteada, acabaaada… Subindo no ônibus.
Todo mundo muito simpático.
Duas coisas. E eu explico:
– Ao passar blush dormindo, espalhei q nem meu cu, tava com duas bolotas na cara, tipo Emília.- Sim, parei de amamentar, mas o sutiã de amamentação tava à mão, fui com ele mesmo. E, no meio da correria, um dos pininhos soltou – ele sempre solta. Ou seja: um peito normal, cobertinho, e o outro drasticamente mais baixo q o outro, solto, feliz da vida…
¬¬

Anúncios

VOLTEEEEIII!!!

Depois de um hiatus longo, devido, cabível e plenamente justificável, voltei.

Já sou mãe, e as coisas mudam muito qdo se têm um pimpolho que requer atenção 24 horas por dia, sete dias por semana.

Bom, mas agora, mais desatolada, dá pra dar uns pulos aqui e tentar escrever algo q preste.

Pra esse mini-post, atualizações – o q há de novo:

– Minha Linea Negra sumiu!!! YUPIIIII!
– Isabela tá linda, grande, enorme, saudável, grazaDeus.
– Meu cabelo tá 100% natural.
– Meu armário tá arrumado – pela minha sogra, mas tá.
– Fiz as unhas!!! OUHAOUHAOUHAOUHAUOHA

O q não mudou:

– Continuo uma porca de gorda, todo mundo me dá bronca por isso.

OUHAUOHAUHAOUHAOUHA

Bom, preparando a papinha da Isabela, depois eu volto.