JACUECANGA, ANGRA DOS REIS.


Affff… Não tenho idéia de onde tirei essa foto, mas enfim, foi aí que eu cresci… Dos 3 aos 16 anos… Eeeeeeita, quanta coisa…

SE eu ainda sei algo de lá, SE não errei nos mapas, vamos ver se eu consigo explicar…

Vamos começar pelo 2. Eu pus os números e só depois me dei conta de que precisava de uma ordem nas coisas. Foda-se.

2 – Atrás dessa linha verde aí há um rio. Do lado “de baixo” está a vila da Petrobrás. Do lado de “cima”, a Verolme, ou Jacuecanga. Na Petrobrás está o colégio que mais amei na vidaaaaaaa, no qual fiz mais amigooooos… Celamm – Colégio Estadual Leopoldo Américo Miguez de Mello. Estudei lá da 8a ao 2° ano… Ai, que saudade. Eu morava na Verolme… E todo santo dia andava lá de casa atéeee o colégio… Passava por uma ponte sobre o rio… Eu e um bando gigante: Biel, Suzana, Rodriguim irmão dela, meu irmão, Pablo da rua do lado da minha, Dudu Lorão… Caralho, gente pra CACETEEEE… E a gente ia andando, ZUMBIIIIIIS, morrendo de sono, 7 da matina – no inverno um frio do CARAAAAAALHO – e topando uns com os outros… Invariavelmente chegávamos de mulão no colégio… Ele fica à direita do número 1, mas não aparece na foto, infelizmente.

1 – O número 1, por sua vez, é o CEPE. É o clube onde as vezes fazíamos educação física, onde nadávamos, pra onde íamos pras festinhas juninas… Ih, mó barato, cara. Praticamente nenhuma aula de educação física era no colégio… Pq tipo, pegando esse retão aí, paralelo ao rio, que vai descendo em direção à esquerda, vc chega à praia. Metade das aulas eram na praia. Aliás, essa praia… Porra, quantas aulas nós não matamos na praia, jogando voley naquela quadrinha MINÚSCULA da sede… Porra… muito bom. E, como a praia da Verolme é, há uns 10 anos, uma podridão só, nós, moradores de lá, andávamos esses 2 km (aproximadamente), pra chegar nas 3 praias entre Verolme e Monsuaba.. Achávamos que eram mais limpas…OUAUHAOUHAOHUAH

3 – Morrão do GDV… Caralho… Este morro tumultuava meus sonhos e povoava meus pesadelos desde pequena. Falavam que ali tinha tigre. ¬¬ Ora, agora vc veja a inocência da criança… Um morro praticamente do tamanho de um Ford Ka não pode ter tigres, porra.

O GDV – Grêmio Desportivo Verolme, por sua vez, foi o clube que abrigou, entre outras coisas, os lendários jogos da Liga Angrense de Basquete… Ê, época boa… Eu tinha uns 10 anos. E foi lá no GDV, durante um desses jogos, que eu fiquei menstruada pela primeira vez…OUAUHAOUHAUOHOUAHUOAHOUHAUHAOUA… Ui, que vergonha.
Foi o GDV que abrigou a primeira academia da Verolme, e lá que eu comecei a malhar, com meus 13 aninhos… Virei uma paredinha, tãaaao linda, sem NENHUMA celulite…Bons tempos. Lá tb eu nadei bagaray, com o Tero, GRANDE TERO!!! Nadava que nem uma pata choca, mas nadava. Houahouhauohaoa.
Nos bons tempos, o GDV apresentou nomes de calibre como Fábio Jr, Fagner, sei lá, eu era pequena demais… Aí depois a coisa foi caindo… Katinguelê… Os Morenos… Os Travessos… Mc Sabrina… OUHAHAOUHAUHAUO… Eu nem sei quem é MC Sabrina, mas da última vez que estive em Angra ia ter show dela lá. Deus me livre.

4 – ESTALEIRO VEROLME… Durante muito tempo, o terceiro maior do mundo, se não me engano…Lá que todos os papais trabalhavam. 🙂 Uma beleza.

5 – ICBV – Iate Clube Bela Vista. Esse era o melhor. Minha infância TODA foi na piscina de lá – ao lado da praia. Nos bons tempos, aqueles até 1992, mais ou menos, vc se sentia num resort nessa porra desse clube. Tudo do bom e do melhor, piscina do lado da praia – que era limpa e LINDÍSSIMA, batatinha frita sendo levada na beira da água… Nusssssss… Êeeeeeeita, ferro. Era a dicotomia dos clubes, diziam que o GDV era “de pobre” e o Bela Vista, de rico. Eu sempre vi o GDV como um lugar pra fazer esportes e o Bela pra ir com meus pais no fim de semana. Nem sei o que aconteceu com o Bela Vista. 😦

6 – Campão. O Campo de futebol “oficial” da Verolme. Meu irmão jogou MUUUITAS partidas lá. Êita.

E quem é das antigas MEEEESMO vai lembrar que bem em frente ao Campão ficava a sede dos escoteiros… Mó barato… Meu sonho era subir naquela casa da árvore… Eu tinha uns 6 anos… OAHUAOUHOUAHUOAHUHAOUA

7 – A estrada aí é a BR 101. 🙂

8 – Minha casa. 🙂 Ficava por ali… Na rua da praia… Mó barato, cara…

Bom, por tudo isso meu pai insiste em perguntar até hj, sabendo que agora moramos numa cidade gigante, quem são os pais de cada pessoa que conheço. Pq lá era assim. Esses lugares que todo mundo conhece todo mundo, todos os pais sabem quem é quem, TUDO é visto por todos.

Vale lembrar tb que essa nostalgia toda é válida pros meus anos de infância e aborrecência: hj esta porra de Jacuecanga está ACABADA… Deus que me perdoe… mas NÃO SUPORTO esse lugar.

Houahouhauohauohauohaoua… Ninguém esperava por um final desses, huh??

OHAUHAOUHAUOHAUOHOUAHUOHAUOHAUOHAUOHA