Tsunamiiiiiiiiii!!!


Eu devo ter algum problema, porque eu tenho quase certeza de que eu consigo salvar o mundo.

Desde o Tsunami, nos EUA e em uma porrada de países – não me perguntem quais – há aquelas plaquinhas indicando pra onde fugir em caso de uma onda gigante se aproximar. Ha! Eu não posso deixar de achar isso ridículo.

No Chile tem essas plaquinhas. E cada vez que via uma eu só conseguia imaginar 9724697145962 carros engarrafando ruas e avenidas em direção a lugares altos. Oras. Que idéia de girico, mandar neguinho fugir.

Tô vendo um documentário na Discovery agora. É de um lugarzinho de Newport, se não me engano… Ali a coisa é diferente… Eles mandam fugirem a pé. Tá. Ok, honey, vai todo mundo correr 12km montanha acima… Ha! Tem uma placa dizendo “safe place” a 12 km da praia!!! AHAOUHOUAHOUAHOUHAOU…. Que parada de mongol, achar que uns 8km acima do nível do mar é um lugar seguro… E pior: achar que ninguém vai pegar o carro! Ha! Tenho que rir. Essas autoridades idiotas, mandando neguinho correr na direção oposta.. Que ignorância.

Anyway, todas as vezes que eu vejo algo sobre Tsunami eu não posso deixar de pensar que EU tenho a solução. .Só não espalho por aí pq isso humilharia milhares de profissionais que, enfim, PENSAM que sabem – pq quem sabe mesmo sou eu. HAOUHAUOHUOAHUOAHOA.

Mas agora eu vou contar pra vcs.

Não se surpreendam, eu sou um gênio, é fato. Aprendi a ler com 3 anos, por que diabos não posso salvar o mundo aos 23?

Tá. A solução. Simples, claro como água.

No caso de um Tsunami, as pessoas devem se enterrar na praia com cilindros de oxigênio.

😛

TCHARAAAAAAAAAAM!!!!

Não, vão dizer que não é geniaaaaaaal?

O problema não é a água, a violência da água e a destruição? Oras, se enterrando na areia neguinho vai ficar segurésimo. Respirando oxigênio por umas 4h – tempo suficiente pro treco todo terminar -, não correm o risco de morrerem afogadas. Certo? Certo.

Se enterrando fundo, a uns 2 metros de profundidade, a onda vai passar láaaaa em cima enquanto neguinho tá láaaa embaixo, calmo e relaxado, ouvindo música num MP3 playerzinho, se quiser. Nenhum caco de nada vai atingir o indivíduo. Nenhum pedaço de carro vai arrancar sua cabeça. Nenhuma chapa de alumínio desgovernada vai cortar seu corpo ao meio. Nenhum pedaço de madeira vai atravessar seu abdômen. É praticamente a paz na Terra. HOUHAUOHAUHA…

Bom, então a solução é essa. Se enterrar.

Agora, eu sou burra, pq tô contando aqui e podem roubar minha idéia e vender pra uma General Motors da vida. Aí eles vão construir mini-compartimentos para auto-enterramento-express e vender a 5 mil dólares. Cada americano vai ter o seu. Também terão em tamanho família. Compartimentozinhos que cavam a areia por algum mecanismo de pressão de ar, com cilindros de oxigênio dentro, sistema de som estéreo e até umas balinhas de menta para dar uma melhorada no hálito enquanto estão lá embaixo. Afinal, ninguém sabe quando pode pintar um clima. Vai que o cara tá na praia… Paquerando uma biscate qualquer… Vê o tsunami vindo… Chega pra ela, meio assim, meio assado, e manda: “Ei, chuchu, o tsunami tá chegando… eu tenho um super compartimento GM550-TXT… Tá afim?”. É, vai saber.

E eu não quero que a General Motors lucre. Eu bolei o salvamento do mundo, não quero neguinho ganhando dinheiro nisso. Oras.

Agora… É bem verdade que eles vão sair de lá debaixo e tomar um susto, suas casas destruídas… A cidade inundada, soterrada… Pra isso eu ainda não bolei um plano.

Mas, ei, eu sou só um gênio, não sou Deus!!!

OUAOUHAOUHAOUHOAHOHAOUAHOHAOUHAAO

Vou nessa, tá passando American Choppers. Me amarro.