Outra


E a mais nova é que eu perdi a noção de onde termina minha barriga!

Eu nunca tive uma coordenação motora louvável. Sou daquele tipo de gente que SEMPRE está com algum hematomazinho roxo pelo corpo, que SEMPRE quebra alguma coisa em festas de final de ano, que SEMPRE desfaz os jogos chiques de jantar na casa das amigas – leia-se: eu quebro o primeiro prato -, que SEMPRE cai na rua, nos ônibus, na praia, onde quer que seja. Tô nem aí. Eu sou estabanada, desastrada e totalmente de bem comigo mesma nesse sentido – já entendi que não adianta ficar puta.

Não raro eu erro a porta do banheiro e entro na parede no meio da noite. E não raro também eu, que tenho a cama com o lado direito na parede, meto a cabeça ou o nariz na parede gelada enquanto durmo. No problem, tô acostumada com tudo isso.

Mas a última… Ela veio mais cruéeeeeel. Até porquê não se trata só de mim. Tem mais uma pessoa envolvida, pessoa que eu devia estar PROTEGENDO, e não expondo aos perigos da vida.

Pois bem. Ontem eu queria ovo mexido. Então fui fazer, né.

Um beleza. Deixei o troço lá enquanto fui atender o telefone. Como era o cara do Globo querendo saber da assinatura, desliguei na cara.

E quando voltei fui direto na frigideira.

Tipo, minha barriga tá maior do que nunca, isso é fato. Então agora eu começo a sofrer com isso; enfiei a barriga na frigideira por me posicionar em um lugar onde antes eu mantinha uma distância segura da bichinha. Agora, dona Carolina, NÃO É MAIS SEGURA. Graças ao meu bom Deus, que é Pai, como de praxe eu esqueci de ligar o fogo antes de ir atender ao telefone, então estava tudo frio e não me machuquei.

E isso tem acontecido pra lavar louça, escovar os dentes… Sem contar o episódio da tecla space que eu contei uns dias abaixo aí.

Cada vez mais eu começo a concordar com o repouso absoluto que a médica passou… Quanto menos eu saio da cama, mais seguro meu bebê está!

🙂

Hoje fazendo 18 semanas! 😛

Anúncios

Outras Considerações de uma Grávida

Dizem que a gravidez é o período mais lindo da vida da mulher. Que é o período em que a mulher se sente mais mulher. Que é o período em que ela acha seu lugar ao mundo. Que a mulher fica linda, sem precedentes. Bullshit.

Acho que quem disse tudo isso foi um homem. Acho que depois que a gente tem o neném deve ser uma maravilha, mas até agora, da gravidez gravidez MEEESMO, eu só tô sentindo dramas. É legal porque eu tenho tendência, vocês sabem, a rir dos meus dramas. Mas daqui a uns tempos a coisa vai ficar preta. Hohahuoauhuaohuoahuoa…

(aqui começa o drama. Não riam, haouhouahuoahuoahuoah)

Já não enxergo mais minha perseguida. Faz uma semana que perdemos contato visual. Não sei como ela está, sinto pêlos crescendo por todos os lados. Depilar, só na base do tato e do milagre. E isso até sabe Deus quando, pq vai chegar a hora em que meus bracinhos não vão alcançar.

Já não ando mais com classe. Não sei se um dia andei com classe, mas enfim, isso não me pertence mais! Pra ser sincera, me sinto uma batata doce com pernas. Ando meio pingüinísticamente, meio pra lá, meio pra cá. Qualquer vestígio de sex-appeal se foi junto com a minha última menstruação.

Não como mais que nem gente, como que nem uma fera faminta. Ultimamente estou viciada nesses palitinhos “Stiksy” do pacotinho verde, da Elma Chips. Estou comendo no momento, por sinal. Acontece que de antes de ontem pra hoje foram quatro pacotinhos. Se sigo nesse ritmo, não sei onde vou parar. Não coloquem tomate seco na minha frente. Vocês vão ver um touro enfurecido diante de um pasto verdejante e suculento. Nunca tomates secos foram tão bemvindos em minha alimentação diária, e olha que eu já amava tomates secos antes.

Sexo? HA-HA-HA-HA. Só pode ser uma piada. Tô com pena do Pablo porque, sinceramente, me dá desespero só de pensar em sexo. Libido – que antes havia de monte – já não há. Também, é difícil vc se sentir uma vaca prenha e ainda ter empolgação pra qualquer coisa.

Esportes? Estou de repouso absoluto e não posso fazer nada. Daqui pro fim da gravidez atinjo 300kg fácil. Eu adoro minha médica, mas se ela me der mais uma bronca por aumento de peso eu processo. Me manda ficar em casa de repouso sem fazer ABSOLUTAMENTE NADA e quer que aconteça o que??? Que eu fique esbelta??? É rode, pagode.

E, por fim, vaidade. Que, quem??? Não tenho mais roupas que me caibam. Também não tinha muitas antes, é verdade, porque já tava gorda. Mas agora não só não tenho como me recuso a tentar comprar. É humilhante demais, meu povo. Três saias e três blusas e uma calça e nada mais. As CALCINHAS começaram a ficar apertadas. Nunca tinha passado por isso, nem no mais gordo dos meus períodos.

Enfim, meu povo, isso aí. Meu consolo é que eu vou ser mamãe – :PPPP !!!!

E só Deus sabe o quanto isso pode ser mais forte do que todas as outras coisas que eu já reclamei aqui. HAOUHAOUHUOAHUOAHUOAHUOAHUOA.

A SEMÂNTICA DA DIALÉTICA TRANSVERSAL UNIFICADA NOS CONFINS DO PORTUNHOL – PARTE I

Nessa saga português – espanhol nossa de cada dia, muita coisa já aconteceu. O começo foi ingrato. Eu não falava espanhol, ele não falava português… Pela internet é uma festa, no inglês escrito os dois são uma beleza. Mas chegando lá, povo, vcs conhecem o sotaque de quem tem espanhol como língua mãe falando inglês??? Deus do céu… “Very much” é “bérry much”… “Illusion” é “IlluCHon”… Eles simplesmente não têm a variação do z… O z pra eles é o ss nosso, sempre. E os “b” são todos trocados por “v” e vice-versa, pq eles não tem essa diferença na pronunciação de letras… B e V soam iguais, aos ouvidos deles…

Anyway. O mais engraçado é depois que vc vai começando a aprender a língua do outro. E, na moral, nada mais engraçado que as trocas que meu namorado fazia no início… Agora é menos, mas leiam isso e vcs vão entender:

Pablo: “Tô com fofo”
Tradução: “Tô com fome”

Pablo: “Mas vc sacou 60 fotos da panela?”
Tradução: “Mas vc tirou 60 fotos da janela?”

Pablo: “Eu queria ordenar pero me dá baguuuunça…”
Tradução: “Eu queria arrumar mas me dá preguiiiiiiiça…”

Pablo: “Aí vc vai pelear comigo. Mas foi vc que mandou poner a janela no fogo de nuevo” Tradução: “Aí vc vai brigar comigo. Mas foi vc que mandou pôr a panela no fogo de novo”

Pablo: (sobre ir pra rodízio de massas) “É que eu esqueço que, pra vcs, sair pra comer é panorama…”
Tradução: “É que eu esqueço que, pra vcs, sair pra comer é programa…”

Pablo: “Fala, Careca!” (Pablo, cumprimentando o Rafael por MSN)
Tradução: “Fala, Perereca!”

Pablo tentando corrigir ter chamado o Perereca de Careca na frente de Júlia: “Careca não, Pereca”
Tradução: “Careca não, Perereca”

Pablo: “Mas tem água quente no camping?”
Tradução: “É que eu esqueci que o verão daí gira em torno dos 40°C enquanto aqui é no máximo 25…”

Pablo: “Vai tomar no seu cuziiiiiinhoooooooo!!!”
Tradução: “Vai tomar no seu cuziiiiiiiinhoooooo!”

Houahouhauohauohaouha Marido, TE AMOOOOOOOO!!!!
Shi amu todo, Nenito, pu! 🙂

Carolina Kalil

A SEMÂNTICA DA DIALÉTICA TRANSVERSAL UNIFICADA NOS CONFINS DO PORTUNHOL – PARTE II

Achei, Tula!!! (Pra quem não leu, uns 4 posts pra baixo eu contei pra tula o significado do nome dela em espanhol e fui garimpar minhas gafes. Achei uma)

Enfim… Um belo dia , durante o almoço de domingo, que é quando toda a família senta e conversa atéeee não poder mais, por algum percalço do destino, eu fui tentar explicar o que era PASTEL. Agora sente o drama do espanhol NOVINHO EM FOLHA adquirido há dois dias, no meu primeiro fim de semana lá.

Mesa de almoço, diálogo entre meus sogros, meu cunhado, Pablo e eu. Vcs perceberão claramente o que EU digo e o que ELES dizem.

” – Me gusta DE pastel ” (OUHAUOHAOUHAOHAOUHAO)
” – Siiii, pastel es bueno!”
” – Si, pero da mucho trabajo…Fritar suja todo! Suja todo, uno horror!”

Caras de concha, todos eles. Primeiro pq falei tudo errado, mesmo eles tendo entendido. E segundo pq “pastel”, em espanhol, é BOLO. Nosso bolinho de fubá… É PASTEL. E eu acabara de afirmar que BOLO dá muito trabalho pq tem que FRITAR.

” – Ustedes comen pastel frito???”
” – … Tbn hay pastel de forno…”
” – Acá solo hay pasteles que van al horno. Nunca he mirado pastel frito”
” – No, en Brasil es frito el mas comun…”

Aí acho que foi o Pablo que se deu conta que deviam ser coisas diferentes. Acho que alguém apontou pra uma forma de bolo e disse: “PASTEL”. E eu devo ter dito: “Nooooo, bolo!”.

” – Pastel no es eso…Pastel es una cosa quadrada que comemos frito…”
” – Aaaaaaah, empanada!”

Como se merda pouca fosse bobagem, EMPANADA é pastel em espanhol. Pastel de feira, EMPANADA. Mas porra, empanada aqui é outra coisa, caralho!

” – Nooo, empanada es OOOOTRA cosa! Pastel es una massinha con un recheio…Que puede ser carne…”
“- Si, eso es empanada. Es bueno”
” – Que pode ser pollo (frango…)”
“- Mmmm… Rico! (gostoso!)”
“- Que pode ser queijo com goiabada…”

Eu acho que já escrevi isso aqui. HUEVADA em espanhol é alguma coisa usada como “merda”, “porcaria”, “besteira”. E se pronuncia GÜEBÁDA.

Ou seja: eu tinha acabado de falar na mesa de almoço que pastel de queijo com merda era bonzão.

E essa foi a minha primeira grande gafe.

Pra mostrar que não é só o Pablo que paga mico.

* bom, eles realmente não conheciam goiabada…O Pablo levou um monte dessa vez!

Do Último Capítulo de "América"


Outro antigo:

Cara, é incrível, eu não assisti a NENHUM capítulo de América inteiro, NENHUM MEEESMO, até o final, claro. É quase uma experiência antrolpológica, tentem só: vc pode não acompanhar a novela durante os 500 anos em que ela passa, se vc vir apenas e somente o último capítulo vc entende a porra toda. Houoahoauhuauah. Ainda mais se adicionar a isso tudo o que vc ouviu pelas ruas e viu nos comerciais da novela.

Por exemplo, a Sol só chorava. Ouço isso desde o começo da novela, que a Deborah Secco só chora nesse papel. Apesar de ter visto uma ou duas vezes a moça atuando – quando fiquei pasma pelos cílios-pentelhos que puseram na coitada -, no último capítulo EU VI, ninguém me contou, ela chorou em TODAS as cenas. Ahohaouhaouhaouhaouha… É tão legal… Ela fica com o nariz vermelhão e faz aquela cara de peido… Coitadinha… Houahouahouahouhaouah.

Bacana tb foi aquela vilã meio loira lá. E por “meio loira” entendam, LITERALMENTE MEIO LOIRA. Sim, metade do cabelo castanho, metade loiro. Parece eu, credo. Hoauhouahouahoua. Não, sem sacanagem, a mulher é meio estrábica, aquele zói azulão, dá medo. Porrrrrrrra… Mó cara de psicopata, irrrrc. Se fufu ela. Houaouhaouhaohaua.

E, porra, final de novela é um barato, neguinho produz filho que nem Gremilin, geral casa, umas cerimônias fantásticas, cego chega sozinho à capela, casam sem padre, casam sem separar antes, casam em raves… Olha, as pesquisas DataBrain contabilizaram aproximadamente 189,942 casamentos no final de América. Puta que pariu, e eu não vi NENHUM docinho. Incrível.

Ah, e a música do negão, CA-RA-LHO, eu ME MIJEI de rir quando escutei a canção, PUTA MERDA… Depois posto a letra e meus comments maldosos aqui. Sem contar que é uma aceleração de tempo do caralho… Eu nunca entendi o pq de eles passarem a novela inteira poupando tempo, prolongando um dia por 8 capítulos, se no final eles vão usar o recurso “Meses depois” umas cinco vezes. Se fuder.

E o mais lindo de tudo é que a Sol saiu da prisão, MESES DEPOIS, com marca de biquini. HOAHUAHOUAHOUAHOUAHOAHOUAHUOHAOAHOUA.

Takepariu, que coisa boa de se ver!!! É uma realidade incrível.

Anyway, eu saí da comunidade “Não vejo novela”. Pô, eu vi novela. Vi o final de América. E não é só isso: quando dá tempo, eu vejo Alma Gêmea. Acho um barato quando a Priscila Fantim encontra a Björk no espelho – Luna o caralho, isso é golpe de marketing, aquela ali é a Björk. E tb fico com vontade de entrar na televisão e consertar a boca da Fantim que insiste em ser mais torta que a minha, pqp. E ainda têm a cara de pau de dizer que pareço com ela. HA-HA-HA. Pfffff…

Tá, chega. Vou malhar e fazer algo pela Nasdaq aqui.

O Dia do Pássaro


HOAHAUHUOAHUOAHOUAHAHOUAHOUAHOUAH… Eu tinha até esquecido desse texto…

Foi sábado. Começou quando meu pai me chamou lá do quarto dele.

“- Táta, vem cá!”

Táta sou eu, e eu fui. Chegando lá, meu pai com a janela aberta, parado bem na frente.

” – Me diz o que é isso aí”, disse ele, indicando assim, com a cabeça, pra eu olhar o lado de fora, onde tem um treco desses de botar planta, sabe? Só que sem planta, ali não tem nada, só uma terra muito seca e umas palhas que um dia foram plantas. Um dia muito antes da gente se mudar pra cá.

Como meu pai não leva muito a sério o meu pânico de mariposas, desconfiei que podia ser uma.

“- É mariposa?”
“- Não”
“- Tem certeza, pai?”
“- Tenho”
“- Não é mariposa, né?”
“- Não”
“- Tem asa?”

Eu me referia a algum inseto com asas, tipo libélula… Eu não sou mto chegada a asas… Bem, mas a resposta dele foi olhar pra cima, à direita, pensativo… Pensando se o tipo de asa que o bicho tinha contava como as asas a que ele sabia que eu tava me referindo.

“- Minha filha, só olha aí e me diz o que é!” – disse, perdendo a paciência.

Eu olhei. Bem no cantinho do canteiro, tava esse bichim aê. Parado como uma múmia. A este momento seguiram-se exatos 15 minutos em que meu pai e eu ficamos imóveis, os dois com as cabeças pendentes pra fora da janela, encarando o bicho.

A grande dúvida era se estava vivo, pq não se mexia.

” – Pai, acho que tá morto”
” – Não, minha filha, isso é uma fêmea chocando… Acho que não tá morta não”
” – Pai, o bicho não se mexe”

Meu pai desenvolveu uma teoria que diz que as fêmeas, quando estão chocando, ficam em “estado de letargia, sem se mexer, FINGINDO que estão mortas”. Os olhos do bicho tavam abertos e ela num piscava, um nervoso incontrolável começou a tomar conta de mim.

” – Pai, este bicho está morto”

Gritei AAAAAAHHHH perto, não se mexeu.

“- É… Acho que tá morta mesmo”

Aí saímos os dois de perto da janela. Eu vim pro meu quarto. Meu pai, de 15 em 15 minutos, passava da sala pro quarto dele, afim de verificar o bicho. E, de 15 em 15 minutos, eu perguntava “PAI, SE MEXEU???”. E, de 15 em 15 minutos, sistematicamente, a resposta era a mesma: ” APARENTEMENTE, não”. Houhauohaouhaouhaouah.

Detalhe, quem não conhece pode suspeitar que ele é veterinário, mas meu pai é um mero engenheiro.

Lá pelas tantas, quando já tava escuro, fui conversar com o bicho. Gritar um pouco nos ouvidos invisíveis dele pra ver se se mexia.

“- Pássaro burro, se vc estiver vivo, se mexe. Pq senão eu vou ter que chamar o zelador pra te tirar daí, ou vc vai entrar em decomposição na janela do quarto do meu pai e não vai ser nada legal ter urubus aqui. Se mexe. Se mexe. SE MEXE!!!”

Nada, nem uma respiração. Mas tb eu não sei como pássaro respira.

Aí eu fui na cozinha, peguei meio copo de água, voltei pra janela – pro outro lado da janela, ou seja, o mais distante do bicho, claro, pra ele não me atacar caso estivesse vivo – e joguei.

” – Pai, o bicho tá morto!” – meu pai lá em cima vendo tv.
” – Como vc sabe?”
” – Joguei água e ele não se mexeu. Água gelada. O bicho tá morto”

Depois de muito me xingar de cruel e pá, que eu sou maldosa por fazer isso com um bichinho e tal, e de muito eu justificar (“porra, pai, o bicho tá MORTO!”), ele aceitou o fato. E eu já tava preocupada com a decomposição, não é legal ter um pássaro na janela do quarto se decompondo em época de gripe aviária.

Fomos dormir, mas eu sentia a presença do cadáver.

No outro dia de manhã, fui tirar fotos. Tirei uma porrada de fotos do bicho. Aí, depois de ver as fotos, Pablo veio perguntar se o bicho tinha cabeça. Porra. Matias veio me dizer que, nas fotos, parecia uma cobra. Ou seja: fotos fdp, mal tiradas do caralho.

Eu tinha que tirar mais fotos que mostrassem ao menos a cabeça do bicho. Uma coisa era quase fato: o bicho tava morto, não se mexia desde o dia anterior. Aí fui tirar as porras das outras fotos.

Tirei uma, ficou uma merda. Fui tirar a outra mais de perto. Quase morri.

Assim que apertei o botão, a filha da puta da pássara voou, me dando um susto do CARALHO, e fazendo com que eu quase jogasse a máquina pela janela. E, embaixo dela, dois ovinhos! 🙂

Moral da história: a teoria do meu pai tava certa. Pássaras chocando ou botando ovos agüentam até água gelada na cabeça, nem se mexem. Portanto, há que esperar a decomposição começar para se ter certeza que um bicho tá morto.

Palavra de quem viveu.

Todas as tulas são lindas???

Tula disse…
Que bom que vc gostou, adorei a idéia do Sling tem até comunidade no orkut, o pessoal se amarra… Olha só, se você quiser colocar o nome do seu baby de Tula eu dixo tah. Todas as Tulas são lindas, divertidas e inteligentes, por tanto é um ótimo nome (procure no orkut não tem uma feia hehehe)Beijão e boa gravidez, vai dar tudo certo com o bb! vou rezar por vc
11:54 AM”

Tula… Eu não ia te dizer nada pq realmente em português não tem nada a ver, mas eu me mijei de rir – literalmente, saiu um xixizinho – quando li o que você escreveu e acho que você precisa saber…

Bom. Todos sabem que meu digníssimo marido é chileno. E todos sabem que no Chile se fala espanhol. HAOUHAOUHAOUHOUAHOUAHOUAHUOA.

Da primeira vez que você escreveu no meu fotolog e assinou “Tula Verusca”, o Pablo parou na frente da tela, leu tudo, começou a rir e disse: “Tem alguém te sacaneando…”.

Acontece que lá a palavra “tula” quer dizer “pica”… “trolha”…”benga”… “pau”… Depende do seu grau de safadez. Mas enfim, “tula”, em espanhol chileno, equivale ao masculino da palavra “buceta” no português. HAOHAOUHAUOUOAHOUAHUOAH.

E foi por isso que saiu esse xixizinho quando eu li o que vc escreveu… “Todas as tulas são lindas”… HAHAOUHAUOHAOUHAOUHAHAUO

Mas não se sinta mal por isso. Saiba que o nome do meu pai é Eduardo Gil e “gil”, no Chile, é “imbecil”.

Vou aproveitar a deixa e postar minhas gafes idiomáticas. Vou até o fotolog garimpar pra trazer os textos.

Beijossss

My Babe is on the Road


Aaaaaaaaai, sorry por ter desaparecido, mas ando de repouso absoluto por conta dos problemas do útero nessa gravidez e não posso ficar muito tempo sentada! É deitada o dia inteiro, haja paciência.

Pois bem, primeiro agradecendo a visita e os sites que a Tula me postou! 🙂 Me amarrei, tô entrando em um monte! Meu bebê está fazendo 17 semanas na minha barriga hoje e estou super empolgada… Se Deus quiser – e ele quer – vai correr tudo bem…

As novidades são:

– O neném não quis abrir as pernas na ultra, nem ficar de bunda pra “câmera”, então continuo sem saber se é menino ou menina. ¬¬
– Pablo viajou ontem pro Chile 😦 … Só volta em abril, até lá ele vai estar resolvendo questões do trancamento de matrícula e barará barará… By the way, ele só CHEGA no Chile amanhã de tarde.
– Hoje, enfim, eu li o nome do carinha lá da ONU; é KOFFI ANAM (ou Koffi Annam, algo assim). Até hoje eu insistia em ouvir “Tofe Anão”. Vivendo e aprendendo.

Tá, depois escrevo algo que preste e posto aqui… Bjos!

:P

Indo saber se é menino ou menina! 😛

Tomara que se mexa bastante!

Rezem por mim!

Bjossss

Considerações de uma Grávida

Ah, meu caralho! Só o que me faltava! Não bastassem todas as dificuldades e ridicularidades que grávidas enfrentam, agora eu não tô podendo sentir cheiro de ÁGUA!!! DE ÁGUA!!! Oras, eu nem sabia que água tinha cheiro.

Desde o começo da gravidez eu tô com essa nóia de cheiro. Um horror. O perfume do meu pai, cheiro de frango de padaria, cheiro de fritura, tudo horrível, é a comida voltando na garganta a cada cheiro. E o cúmulo dos cúmulos, que agora já passou, grazaDeus: eu não conseguia cheirar a barba do Pablo. Tadinho, botei o bichinho pra lavar a cara tantas e tantas vezes… Gritando que a barba estava com cheiro de pirú… Isso mesmo… De pirú…

Só fui desencanar do cheiro de pirú na barba do Pablo quando fui escovar os dentes e senti o mesmo cheiro na água. Fudeu. Escovar os dentes nunca foi tão penoso. Na hora do banho nem tanto, pq tem muito shampoo envolvido, mas numa escovadinha de dentes básica… Affffff… É pra morrer…

Bom, é legal falar dessas coisas relacionadas à gravidez aqui porque tem ex-grávida e nova-mamãe no pedaço – leia-se: PAULA RENATA. Aí eu fico achando que tem alguém que me entende e me sinto compreendida. Huahuohaouhauoha. Ela acabou de ter neném. Olha, e que neném. A Sofia é um pitéu. Mas um pitéu de 4kg, nossenhoradasgraças, essa mulher na hora do parto – parto NORMAAAAAL, que fique bem claro – deve ter se sentido um donut em tamanho gigante. Imagine um peru Sadia saindo de dentro de vc. Ai, ai. Ela me disse que não dói nada, o que é ÓTIMO, pq se com a Sofia não doeu nada, difícil qualquer bebê em tamanho normal causar algum estranhamento… Ainda mais que sou bem grande… Houhaouhauohauo… Paula Renata, vc é minha inspiração!!! HOUAHUOHAUOHAUOHAHA

Quero que meu neném seja um pitéu também.

E vou linkar o flickr aqui. Peraê.

Bjooooos

Entradas Mais Antigas Anteriores