Irritando a Fernanda Young. Huhuh.

Há uns tempos já está rolando no Twitter a novela “Fernanda Young na Playboy”.

Ah, esqueci: eu gosto da Fernanda Young. Bastante. É preciso dizer isso antes de continuar com o post, porque, por mais que pareça, não é uma crítica necessariamente negativa.

Então, quando eu penso em Fernanda Young eu penso em cérebro. Em tattoos. Em piercings. Em Os Normais. Em Irritando. Eu nunca a vi como “Playboy Bunny”, nunca sequer imaginei a situação.

Mas eis que surgiu o convite e, ei, se há convite é porque há demanda, certo? O que pra mim não é sexy – até porque não sou lésbica, exceto além do arco íris – e não me atrai, pode parecer o ápice da sensualidade e beleza para outras pessoas, GRAÇAS A DEUS é assim que o mundo é, cheio de diversidades.

Depois de muitos enrolas, ela aceitou. Isso pelo que a gente lê daqui, né.

E é aí que começa a punhetagem.

Ela dá, no Twitter, 10 motivos pra posar pra Playboy:

1 – “Salvar o erotismo das mãos da breguice”
2 – “Não devo nada a ninguém”
3 – “Em alguns lugares do mundo, mulheres ainda são obrigadas a tampar seus corpos”
4 – “Vingança pura e simples”
5 – “Nos meus livros, eu me exponho mil vezes mais”
6 – “Vou fazer 40 anos ano que vem”
7 – “Irritar a minha mãe”
8 – “Estou me lixando para o que os idiotas vão achar”
9 – “É a primeira vez na história que a coelhinha da Playboy tem 8 romances publicados”
10 – “Não existem ex-BBBs suficientes (aleluia)”

E me solta esta numa entrevista :

Queria algo bonito, mas erótico. E é por vingança mesmo. Tem uns três babacas que estou adorando provocar (com as fotos). A gente não pode ceder à tentação de se parecer com uma garota de programa num pole dance.(Natelinha Uol

Será que só eu fico rindo lendo isso?

Fernanda, esses 10 motivos são exatamente pra quem? Pra você mesma, né? Porque, vejamos:

1 – Salvar o erotismo das mãos da breguice ? VOCÊ vai salvar o erotismo das mãos da breguice COMO, me diga? Aliás, me diga primeiro a QUE BREGUICE exatamente você se refere. Depois me explica como você vai salvar o mundo. Aliás, o erotismo.

2 – Por que esta justificativa, se você estivesse no SPC não poderia posar?? Parece que está se desculpando por ocupar a Playboy; naquele estilo “os incomodados que se mudem”… Credo! Deixa disso, mulher!

3 – E DAÍ? Em alguns lugares do mundo mulher tem que usar burca, E DAÍ? Desde quando você pelada muda alguma coisa?

4 – Essa da vingança foi boa. A melhor justificativa, na minha opinião, e a ÚNICA sincera.

5 – Nada a ver uma coisa com a outra. Dois tipos de exposição totalmente diferentes. A não ser que você poste fotos da sua perseguida em seus livros.

6 – Se você tivesse completado a frase com “e ainda estou com tudo em cima”, seria perfeito.

7 – Irritar a sua mãe… Nossa… Pensei que vc já estivesse com quase 40. Depois de seis mil tattoos, piercings, palavrões e o caralho, vc vai POSAR NUA pra irritar sua mãe? Tadinha da velha.

9 – Isso não seria justificativa, seria fato.

10 – Essa eu concordo, tb.

Mas o lance é o seguinte: não há necessidade NENHUMA de tanta explicação. Ainda mais tanta explicação bizonha, que não tem nada a ver…

Essa de parecer uma dançarina no poste, cara, mandou mal, muito mal. Porque, convenhamos, você não vai parecer algo muito distante disso, meu bem; vai estar PELADA numa REVISTA. Queira acrescentar as justificativas que lhe aparecerem à cabeça – NENHUMA muda isso. Nenhuma muda o fato de que vc vai estar nua em pêlo nas páginas da Playboy. À tentação de parecer uma dançarina num pole, você cedeu assim que assinou contrato.

Não adianta querer, HOJE,  camuflar ensaio de Playboy com panos de “protesto político”. Protesto político não acontece assim , não seria na Playboy – seria, sei lá, ficando pelada em praça pública, ou no Irritando… Na Playboy, o esquema é outro.

Pra posar pra Plaboy só existem dois motivos, e os dois andam juntinhos. DINHEIRO e EGO. Só. Pode desenvolver milhões de frases de efeito, Fernanda, que nenhuma modifica isso.

Você está posando pra Playboy porque QUER, porque PODE, porque se sente bem o suficiente, porque quer mostrar pra todo mundo que, além de um cérebro, você TAMBÉM é bonita; porque quer ver o que acontece, a reação do público; porque é uma PUUUUTA massagem no ego, um ensaio pra maior revista do gênero. E você pode até dizer que quer provar que não é bonita só quem está dentro de todos os padrõe; e esse é um ponto ÓTIMO e, aí sim, pra isso seu ensaio vai servir; pra mostrar que beleza não é só ser hiper-malhada-bronzeada-gostosérrima que a gente vê por aí.

E nenhum desses motivos é errado. Nenhum. A Fernanda Young tá no direito TOTAL dela, podendo, posando, tatuada, magrinha, lindona, como for. Seria tão mais honesto eu ler algo dela assim, “aceitei porque quis, achei o máximo me chamarem, me fez bem pra auto-estima”.

Mas eu entendo toda a crise de explicações dela. Deve rolar um medo da aceitação e tal.

Em dezembro eu vou comprar. E posto aqui minhas impressões. Huhuh.

young1Diz se ela não tá bem mais bonita desde que rolou o convite, gente?

__________

Querido professor Bruno, “As Órfãs do Espaguete” irá entrar neste blog acho que semana que vem. Só pra SE você estiver lendo.

Eu acho que o Bruno fica feliz quando lê o nome dele aqui. Hahaouhauohaohauohauo! Melhor: eu acho que ele fica ALIVIADO quando lê o nome dele aqui, e nenhum adjetivo pejorativo classificando-o. Hahahohaouaha!

)

A

Itacoatiara

Itacoatiara, pros desavisados, é uma das melhores praianas – se não a melhor – do Grande Rio. SE Itacoá perder pra alguma praia, será Macumba, Grumari… SE perder, pq eu não conheço essas duas e não sei do que tô falando; mas é DIFÍIIICIL bater Itacoá em termos de beleza.

A praia é de tirar o fôlego.

itacoa_domingao-0094

Uns kilômetros de extensão de areia branca e fina com umas ondinhas pra quem gosta, emoldurada por duas formações rochosas enormes e lindas, pegando a ponta da reserva de vegetação de restinga não sei de onde num bairro só de casas fodas, carésimas, ruas calminhas e uns quiosques entre os quais uns que vendem um bolinho de peixe que pelamordeDeus, é um PECAAAAADO, aquele negócio… Frito até os mióóóólos. Mas são umas centenas de calorias que VALEM A PENA, garanto.

Enfim.

Itacoá, como nós a chamamos carinhosamente, tb é super bem freqüentada.

Domingão de sol, lá fomos nós.

Comemos uma coisinha, compramos uns trequinhos e fomos…

Andamos como mulas até chegar na praia, pq até lá embaixo é um pedaaaço… Ainda mais que a gente fica nas terras mais longínquas lá, por causa do estado civil.

O estado civil é um divisor de águas em Itacoá.

Costão, Meio e Pampo (são os nomes dos “postos” da praia) são para solteiros, sem filhos e pirralhos.

Prainha, que é uma praia mínima, entre as pedras, com águas calmas e rasas pras crianças, é para casados, com filhos, avós e, lógico, muitos, muitos bebês.

A diferença entre os transeuntes é BRUTAL. Na Prainha, não existe UMA mulher malhada/semcelulite/perfeita. NENHUMA. Muito pelo contrário. Há mais celulites em 1m² de Prainha do que em toda a extensão da praia de Ipanema. É celulite que não acaba mais.

As mulheres, no geral, SOFRIIIIIIDAS. E cúmplices. Pq todas sabemos o motivo das outras estarem tão, tão, tão acabadas e cheias de pentelhos no sovaco ou uma raiz de cabelo de seis metros ou com um biquini tão velho que dói. FILHOS. Quem tem é quem sabe.

Agora, no resto da praia, não há UMA com celulite de segundo grau. Sim, porque falar que nenhuma tem celulite é ridículo: quase todas têm, mas é aquele ter não tendo, ter quando aperta, ter UMA marquinha…. E não viver num edredom de celulites, como é o caso de algumas. Eu, por exemplo. Luto com estas putas desde que me entendo por gente. E com o excesso de peso, só piora. Me sinto um campo de testes pra mísseis lá em Guadalajara ( Não sei onde é Guadalajara, acho que é no México e eles nem devem testar mísseis, mas como eu tb não aguento mais escrever Guadalajara, melhor assim). Mas que cu.

Mas na Prainha.. Ah, gente, na prainha eu sou deusa. Eu sou LEEEEEEEENDA. Eu tô mais que podendo. A única que tava melhor que eu lá esse fds, tinha uns 13 anos.Aí é sacanagem.

E os homens? Ah, os homens… não ficam muito atrás. Barriguinha, gordurinha, braaaaaancos… Zero músculos… Pq, claro: todos são PAIS. E, assim como a maternidade,  a paternidade também é um portal – pra um mundo sem academias, sem dinheiro pra malhar, sem tempo de malhar, com muitos restaurantes de fds pra levar criança.

E ali, todo mundo é igual.

E quando eu digo igual, é igual MESMO. Na hora que entrei na água, só tinha homem, uma centena de pais com uma centena de filhos. E o mar cheirava a Rexona. INCRÌVEL. Era tanto homem com o mesmo desodorante que, se eu fosse cega e me guiasse só pelo cheiro, tinha agarrado qq um achando que era meu marido.

Pq pais usam Rexona. Ou Axe. Sei lá.

Já entre as mulheres, o índice de biquini-canga repetidos estava na ordem dos 32%, e eu entendo.

Vários fatores:

1 – Onde estava mais barato

2 – Onde tinha o meu tamanho

3 – Modelo que tapava mais as celulites

4 – Modelo que tapava mais os peitos

Ainda assim, nem pensar em maiô. Mesmo na Prainha.

PPFU – Post Para Ficar Uploadeando

hjvouassim12junho 036Vou postar uma foto no começo. Vou postar pq eu brinquei tanto, mas tanto com as cores dela no PHSH, que me descaracterizei totalmente, ficou mto legal. Hahaha. Não que precise descaracterizar,mas, anyway… Reparem que eu tentei inutilmente fazer aquela pele que eu não descubro NUNCA a porra da ferramenta, mas desisti no meio do caminho, continuei brincando do outro lado e SALVEI COMO ORIGINAL. Puta que las choncha!

Quando a pessoa aqui não tem nada pra escrever de gigantesco (“Aaaaaaaaah!”) e nem de importante, mas tem zilhares de mini-coisinhas que merecem um “Ah! Vou escrever sobre isso no blog!” que nunca se concretizam; aí é quando eu faço um post desse.

POST PARA FICAR UPLOADEANDO.

Huhuhu.

O famoso PPFU

Ou “Pfu”, é mais interessante.

Então, o Pfu de hj começa com:

- Vi “Virgem de 40 Anos” e gostei. Só li crítica boa sobre esse filme, e sou mais uma… Tipo, pra quem gosta do mesmo tipo de comédia que eu, eu recomendo. Pra quem não gosta de besteirol – não conheço uma pessoa que não goste de comédias -, nem vale pq qq comédia passa por ruim. Essa é boa.

Aliás, vou falar as últimas comédias que mais gostei, ordenadas por “estilo” – sim, eu fico linkando e desenvolvendo nomeclaturas para estilo de filme, música…

Zohan e Trovão Tropical

Eu morri de rir com as duas, sendo que Zohan eu gostei bagaraaaaaay… Mas acho que não tem a menor graça. Pensando bem, agora, não entendo como gostei desse filme. Mas eu gostei. Trovão Tropical tb.

Eu te Amo, Cara e algumas outras que no momento esqueci.

Adoreeeeeeei esse filme. Achei o melhor.

Pineaple Express e Virgem de 40 Anos

Filmes com Seth Rogen são filmes com Seth Rogen. São que nem filmes com Adam Sandler: não importa o quão diferentes as personagens sejam, eles sempre são parecidos.

Há os que gostam e os que não. Eu gosto.

Ah, eu ia escrever mais coisa, mas como esse é um Pfu, posso escrever depois, ou amanhã…

_______

Uploading (uns 5 minutos depois)

Aqui, eu falando pro marido.

“- Tô com tanta fome que poderia comer um cavalo.”

Acontece que, no Chile, carne de cavalo é mais consumida, se duvidar, que carne de boi… Eca.

A resposta do marido foi uma cara de paisagem (pense em um suculento prato da sua comida preferida. Cara de bobo instantânea, a testa “desfranze” e um leve sorriso/cara de tesão aparecem automaticamente enquanto vc pensa? Essa cara.) e a frase, quase num sussurro, saudosa, no ar:

“- Carne de cavalo… Mmmmmmmmmmmmmm!”

Djízâs. Eca.

_______

Uploading (uns 5 minutos depois)

E Du Almeida direto de Itabira aqui no Ehbatata! Hahahahaha! Comenta, porra!

_______

Domingo, 6h50 da manhã.

Acordada como um jovem numa rave.

Sendo que a caixa de som é o peito da minha filha: ca-ra-lho, como a bichinha fala!

Não sei a quem puxou.

(assovio disfarçando)

NÃO AGÜENTO MAIS DISCOVERY KIIIIIIIDS!!!

A Velhinha Erótica

Antes do post de hj, não resisti e tive que postar:

dado-dolabella-casando

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

Meo Deooooos… A foto eu peguei do Kibeloco… HAHAHAHAHAHAHAHHA!

A Legenda que tava lá era: “Fala sério! Não tá com cara de quem depositou o milhão na poupança?”

A princípio, confesso, não entendi.

Podem me chamar de “loraburra”, o que for. Só não pode me chamar de ruiva.

Anyway. Depois de um árduo trabalho de Tico e Teco por uns cinqüenta minutos… Eis que começo a gargalhar do nada. HAHAHHAOAUHOUAHOHAUO!

Entendi!!! HAHAHOAUAHOHAUOHAUOHAHU!

Ai, ai… Muito boa, a foto e a legenda…

______________________________________________________

Agora sim, o Post.

Uma coisa que esqueci de contar ontem.

Fiz aula de girocópt, ops, de hidroginástica ontem, de novo. Pq antes de ontem eu não nadei, lembram?, então eu entro numas de pagar com sofrimento e tal. Me redime. Tipo aquele lance de “Anjos e Demônios”, das auto-chibatadas. Só que eu não me auto-flagelo daquela maneira. Eu tenho maneiras mais originais de me auto-punir: comendo como louca e depois me pesando. E, a julgar pelo meu peso, minha auto-punição vai de bem a melhor. Hahaouhaouhha!

Então, esse lance de usar esporte pra se redimir é uma nova na minha vida. Pq eu nunca consegui fazer isso por mais de um dia, mas agora estou fechando o primeiro mês de natação, já! E só não fui DUAS vezes, e nas duas foi por motivo de força maior, que foi filha dodói. Um marco na minha vida, essa natação.

Mas então, voltando.

Bruno tirou meu coro naquela porra de hidroginástica. Nego pensa que é mole, mas vai afundar aquelas paradas de isopor, amigo! É IMPOSSÍVEL! E eu não tô falando de afundar um isopor de cerveja cheio de gelo na piscina pra lavar não, meu filho; tô falando de uns pesinhos leves como a Cinthya Howllet fora d´água e pesados como Karla Fabiana dentro d´água. Quase um parto mexer com aquilo.

Anyway.

Terminei a aula, só fomos duas velhinhas, um velhinho e eu – pq ontem tava chovendo horrores e só foi o pessoal mais radical, baby . As velhinhas e eu nos encaminhamos ao vestiário.

Vale dizer que nos dias ensolarados umas trinta velhinhas comparecem felizes. E que, depois do término, no vestiário, elas tiram os maiôs e viseiras e toucas e tal e ficam conversando peladas, entre toalhas, cremes e calçolas pra todos os lados, exibindo e comentando marcas de biquini, de cesárea, de cirurgias, assim, como se tivessem 15 anos. Se vestindo devagar, entre um papo e outro. Umas pedindo ajuda às outras, pq, vc sabe, a flexibilidade já não é mais a mesma depois dos 50…

Não me sinto muito confortável ali. Confesso. Ver tanta velhinha de topless soa pouco natural pra mim. E eu trato de escapar e esperar do lado de fora até que elas tenham saído.

Pois bem, mas ontem, como dia especial de chuva e com poucos alunos, eu pensei que estaria a salvo.

Entrei e uns minutinhos depois entrou uma das senhoras.

Ela deve ter seus sessenta e poucos. E não está NADA conservada, por assim dizer. Só pra vcs terem noção da situação.

Estava lá eu, pegando minhas coisas, quando me dei conta que não havia levado sutiã e calcinha. O dia estava bem frio, e eu me peguei comentando em voz alta:

“- Aaaaaaai, putz, não trouxe sutiã! E agora? Maiô molhado…”

E a velhinha do meu lado direito, prestando mó atenção.

“- … Mó frio… Só se eu tirar o maiô. Mas aí fica difícil, pq não trouxe sutiã… Ah, não, sem calcinha e de calça eu até iria, mas sem sutiã não rola.”

Eu juro, tava mais PENSANDO ALTO, mesmo.

Por isso levei um susto tão enorme (mas tão enorme, que deixei cair todo o conteúdo da minha mini necessaire: OBês e etc.) quando a velhinha me respondeu:

“- Ahhh, já eu, prefiro o contrário! Não uso sutiã quase nunca, mas sem calcinha não vivo!”

O_O

Como asseeeem?

“- Olha, saí de casa sem sutiã. Só trouxe esse pq aqui no vestiário eu fico sem graça na hora de me vestir, as meninas sempre me olham torto quando não visto sutiã.”

Gente, eu tremia igual vara verde. Pedi a todos os santos, inclusive o @santoEvandro, praquela mulher parar de falar naquele exato instante. Tava vendo a hora em que ela ia me contar sobre a vida sexual dela e do marido, e isso é algo pra que a gente não tá preparado, né? Haja visto:

e você vai entender que é algo que nossos cérebros jovens não estão preparados pra alcançar. Argh. Não, não.

Voltando pra historinha. Rezei bastante. Mas não foi suficiente. Deus deve ter colocado na chamada em espera, pq deu tempo de ela me mostrar os seios… “Olha, eu quase não tenho! Pra que sutiã?”. Meu Djízâs. Eu quase podia ouvir o “Fur Elise” tocando ao fundo.

Mas consegui escapar e nada mais que isso aconteceu.

A propósito, ela realmente tinha peito pequeno… Mas na idade dela, não importa se vc tem peito enorme, pequeno ou não tem peito; vc TEM que usar sutiã.

Saí do vestiário ligeiramente torpe. Alguma coisa como a imagem daquele sutiã da Madonna, de metal pontiagudo, vestido na velhinha rondava minha mente.

E fui dar um presente pro Bruno, que estava orientando uma aluna.

“- Bruno. Tenho um segredo pra te contar. Sabe aquela sua aluna moreninha, baixinha, que tava do meu lado ainda agora na hidroginástica? Hum?”

“- Sei. Que que tem?”

“- Ela não usa sutiã.”

HAHAHAHAHAHAHAAHHAAH

Presentaço, não?

Acabei com a paz de um homem por no mínimo uns 15 dias! Hahahahaha!

Se vcs vissem a cara do Bruno…

Eu sei que ele JAMAIS vai esquecer isso, enquanto viver, e enquanto der aulas pra essa senhora tão… Erótica.

* Anônimo, retirei, viu? Fez sentido seu comentário, eu nem me liguei: a parada era MUITO velha,  eram milhares de papéis de bala, visa electron e por aí vai…  De antes da gravidez, pra ser mais exata, que foi a última vez que usei a necessaire em questão. Até pq eu preciso de fôlego pra nadar, brother!

Tudo… Menos a Beleza.

Ô gente…. Vcs pensem tudo de mim… Tudo o que vcs quiserem: que eu sou inteligente, que eu sou burra, que eu sou lerda, que eu sou porra-louca, que eu sou Amélia,  brega, chique,  gorda, magra, alta, baixa, preta, branca, ruiva – Não, pensando melhor, não pensem que eu sou ruiva, não. Por favor. Eu tenho uma coisa contra cabelos vermelhos; acho que eles são muito mais populares do que deviam ser: cabelo ruivo É PRA POUCAAAAAAS, e tem gente que desconhece isso! Basicamente, brasileira que quer pintar o cabelo e é morena demais pra ser loira, lasca ACAJU.

Ô nome. Acaju. Isssssh, nem falo nada.

Mas não me imaginem ruiva, não. Me imaginem sarará (dreads são meio sarará, né?), mas não me imaginem ruiva. Eu pinto de todas as cores do mundo, menos de ruivo. Pq fico parecendo uma puta palestina, de cabelo ruivo. Não que na palestina as putas sejam ruivas, mas, anyway… Aquela coisa castanha-pontas-Willycat não faz meu estilo, nã-nã!

Vcs podem imaginar o que quiserem de mim, MENOS me imaginar gatona. E ruiva.

Isso é um problema. Pq eu JÁ FUI gata. Gata gata. Ai, bons tempos.

Mas ultimamente tô frustradíssima. Não sou mais gata. Tô gorda, perebenda, pentelhuda, vesga, espinhenta, fedorenta, tem uns furúnculos do tamanho de RELÓGIOS no meio das minhas canelas, meia-cabeça careca, rugas, peitinhos de muchiba ( Muxiba. Muxiba é uma palavra tão inventada que não deve ter certo e errado, a verdade é essa.)

Tá, exagerei. Tira os furúnculos de relógios, tira mais alguns adjetivos, mas mantém o FEIA. É necessário que se mantenha isso no imaginário do leitor.

Eu sei que tô gorda demais da conta e que meus áureos tempos de beleza se acabaram pq quando passo em frente às obras os peões ficam LOOOOUCOS. E quando peão de obra te canta, meu amor, fodeu: pode ir catando uns Dualid por aí pq vc já tá gorda.

Peão não canta mulher magra. Não existe isso.

Por isso, qto mais me cantam, mais gorda eu sei que estou.

Alguns ficam com medo de falar qualquer coisa, pq, afinal, eu posso ser feia, mas tenho presença, hahaha, e se olho feio nego pensa que luto Vale Tudo e sai correndo. Mas a maioria declama altas cantadas nível zero:

“- Queria ser essa pinta, pra ficar no teu pescoço” – Jesus, me abana, que esse merece um banho!

E os peões loucos são termômetro avesso de “popularidade classe média”. Quanto mais popular entre os peões, menos popular vc é entre as classes A e B. E vice-versa.

Eu tenho pra mim que pobre tem medo da FALTA; medo de faltar comida, quase nunca come carne, pq custa caro… E, como a fome é algo que DÓI, eles, involuntariamente, num lance cheio de “Freud explica”, acabaram relacionando essa fome física com alguma fome psicológica e o resultado é desastroso: pobre adora gorda.

Mas, voltando a mim, que é o que me interessa neste momento, além disso tudo, eu sou casada. Essa parte é complicada na hora de popularizar um blog ou sua própria persona pela net, pq a maior parte do target jovem “cata” por aí TCHUTCHUCAAAAS solteiritas com quem talvez pudessem ter uma chance. Mas, quando você é casada, automaticamente elimina essa possibilidade. E, se você for feia, vc elimina duas vezes essa possibilidade. É que na verdade os caras já deviam partir da premissa que TCHUTCHUCA com blog interessante, não dá pra achar – afirmação meio categórica, esta; na verdade é totalmente subjetivo um lance ser interessante ou não. Para um tchutchuco, um blog de tchutchuca deve ser o melhor lugar do mundo. Só perde pros fotolog das popozudas.

Bradando aqui que sou casada E feia, eu elimino de vez as chances de qualquer playboy aloprado e cismado nas dengonet, nas tchutchucanet e nas marinet da vida entrar neste blog e perder vinte segundos procurando fotos minhas pra, dependendo do achômetro sobre as poucas fotos encontradas, ler alguma coisa pura e somente PRA TER o que comentar. E fazer algum comentário POIA de quem não leu NADA no maior estilo:

“Aê, gata, curti… Passa lá no meu.”

Tão ligados? Se quem entra aqui é pra LER, que fique bem claro: aqui tem TUDO, menos a beleza. Tá?

P.S.: Não revisei o texto. E escrevi isso aí na IRAAAA pra um comentário de um ser ACÉFALO que me recusei a deixar na lista. Exatamente que nem o que escrevi acima.

______________________________

Eu soube que a Fabíola esteve aqui. E ela NÃO comentou. Filha da puta.

Eu soube que o Bruno, meu digníssimo professor de natação, esteve aqui. Se foi lá do “escritório” de natação, então Tiago e Rafael, meus outros professores, também estiveram aqui.

E NÃO COMENTARAM. Ahhhhhh, mlk. Que raiva.

Tô de olho! Quero COMENTÁRIOOOOS! Sem comentários, como vou saber se vcs estão aí mesmo lendo, gostando, indicando?

Obrigada as minhas novas leitorinhas! São todas mães tb! =]

Bjocas!

Smile, you´re on the Candid Camera!

Hahah! Mentira, não tá nada. Mas eu fico vendo os pontinhos do Who´s Among Us, e dá pra ver de onde são os visitantes.

Fico curiosa com cara estrelinha que aparece. Eu sou o cúmulo.Eu fico pensando: “É homem ou mulher? Mora em casa ou apê? Como deve ser essa cidade? Pequena, grande, quente, fria…? Faz o que da vida, essa pessoa, que perde tempo me lendo?”

HAHHAHAHAHAHAHAUHAHUOHA!

E fico especialmente intrigada com os visitantes de fora. Tem 1 visitante de WOODSTOCK que tá sempre aqui. Hahahaha! Daria um doce pra saber quem é a pessoa! =]

Tb tem um de Skrad, na Croácia.

E um de Miami.

E um de Mountain Views.

E 3 de Chicago. Isso deve ser uma família brasileira, não? Hahahahahua!

E 1 de Austin. E 1 de San Diego. E 1 de Barcelona. E mais um a Bélgica, e 1 da Inglaterra e 1 da Alemanha.

Queria conhecer toooooooooooooooodos vocês.

=]

Querido Diário;

Ontem foi um dia interessante. Parece que alguém poderoso lá em cima acordou e pensou: “Hoje eu vou sacanear essa menina! Hahaha! Hoje ela me paga por ter que salvá-la tantas e tantas vezes de carros, penhascos, assaltantes, malucos… Hahahaha! Vamos começar!”

E aí começou.

Eu estava com sono de manhã, querido Diário; isso é normal. Eu vesti Isabela, arrumei a mochila dela, coloquei meu maiô (é uma derrota falar MAIÔ, né?) de treino, arrumei minha bolsa pra natação, coloquei um chinelo, chamei Isabela, peguei as chaves, apaguei as luzes, peguei minha bolsa e saí.

Quando apertei o botão do elevador, notei que minha filhinha, de três anos, olhava pra mim com uma expressão estranha. Me deu uma mescla de ternura e compaixão, quase derreti ali!

Agachei e perguntei, toda amorosa:

“- Que foi, meu amor?! Por que vc está olhando assim pra mamãe?”

E ela me respondeu:

“- Mamãe… Gucê vai de maiô na rúuuuuua???”

Olhei pra mim mesma e sim, eu estava de maiô. Maiô, bolsa e havaianas. GRAZADEUS eu estava com minha filha, pq, se fosse sem ela, eu só teria percebido o erro ao passar pelo porteiro. Deus é mais. Deus é dez. Deus deve ter dado umas boas gargalhadas.

Entrei, me vesti e saímos de novo.

Deixei a cria na salinha dela e segui para a natação.

Aqueci, pulei que nem uma corna perneta, alonguei mais que o ET do Panamá, estiquei os braços pra trás, pra cima, pros lados… Agachei e estiquei as pernas, mudei de posição, alonguei, alonguei…

Tomei uma chuveirada, caí na piscina, nadei, nadei, nadei, nadei… Cheguei na Nicarágua nadando, se for contar a “kilometragem” da coisa. Nadei mais que refugiado cubano chegando em Miami, imaginando o Jon Secada e a Glória Stefan e todos aqueles conterrâneos que se deram bem.

Daí, querido Diário, como eu faltei segunda-feira, eu decidi, assim, do nada, emendar na aula de hidroginástica dos velhinhos, pra dar uma turbinada no exercício. Pq merda pouca é bobagem.

Vc já fez hidroginástica, querido Diário? Não, né? Claro, vc não passa de um caderno de papel.

Tem uns exercícios bizarros, Q.D…. BIZAAAAAAAARROS…

Se imagine deitado flutuando apoiado num espaguete preso nos seus sovacos, fazendo movimentos de abre e fecha com as pernas retas, para as laterais. Imaginou? Pois saiba, Q.D., que na prática é muito mais difícil do que nessa imagenzinha mental furreca que vc fez da cena.  Não sei como os velhinhos fazem isso e ficam no lugar. Pq, quando eu fui tentar, o resultado foi que eu parecia um girocóptero desgovernado pronto pra atacar sexualmente qualquer velhinho que entrasse na minha frente. Eu não consegui fazer UM exercício parada; eu flutuei desgovernada em TODOS.

E eu terminei a aula, querido Diário. E saí da piscina, e alonguei horrores.

E cheguei no vestiário cheio de velhinhas pós-hidroginástica. E tirei a toalha que me envolvia. E abaixei pra pegar minha bolsa. E ouvi de duas velhinhas, ao mesmo tempo:

“Meu amoooor, seu maiô está descosturado!!”

Porque velhinha nunca fala “furado”. Furo, pra elas, é algo diferente de “descosturado”. Pra mim, é tudo a mesma coisa.

Na prática, quando eu olhei minha bunda no espelho, eu vi que meu maiô estava era com um baita rombo no MEIO da bunda. Dando uma visão perfeita do meu rego pra quem quisesse ver. Imagina quem viu enquanto eu bancava o girocóptero, huh?

Oh, céus. Não sei se terei coragem de voltar lá.

Voltei pra casa, tuitei, cumpri com minhas obrigações de leiê: varri, lavei, arrumei (tudo meia boca, mas ninguém pode dizer que não fiz) e, pra finalizar, fui jogar o lixo na lixeira do corredor.

De calça jeans dobrada até o joelho, sutiã e saco cheio de lixo na mão eu estava; abri a porta, dei de cara com a vizinha centenária bipolar e evangélica que passa criolina na minha porta todo santo sábado, sabe Deus porque; dei olá; ela desceu os olhos pras minhas peitcholas; eu me liguei que tava sem camisa e, da mesma maneira que abri a porta, fechei. Na mesma posição. Sem nem piscar um olho.

Linda, a terceira bola fora do dia.

Aí desci, fui na farmácia  e, me expliquem, POR QUE DIABOS os atendentes ainda olham FEIO toda vez que vc vai pagar uma caixinha de OB SUPER? Caralho, é de sacanagem???? Não é possível que em pleno 2009 nego ainda olhe uma caixinha de absorvente interno com cara de “ih, essa é arrombada!”! Porra! Que merda!

(E alguém me explica o motivo de eu SEMPRE explicar, enquanto passo o cartão, que “hehe, é que meu fluxo é muito intenso…”??????

Realmente. Eu sou daquelas que explica as coisas tentando melhorar as situações. Besta, eu, pq é mais que sabido que pisar na merda, só espalha.)

Mas meu Djízâs, alguém explica pros balconistas de farmácia que o tamanho do OB não tem NADA a ver com o tamanho da piriquita, mas sim com a capacidade de absorção??? Não que eu esteja ligando pro que pensam do tamanho da minha periguete junior, afinal, hehe, baby, tem umas coisas que não tem nem o que dizer, claro; mas me incomoda profundamente a ignorância dos caras. Porra. De repente faz todo o sentido do mundo a Carol Gretchen fazer o “Fiz Pornô mas Sou Virgem”ou algo assim – tem gente que REALMENTE tem uns fios trocados lá dentro da caixola e inverte umas informações vitais, cara. Sério. As mesmas pessoas que acreditam que OB define tamanho de xereca, certamente concordam com a idéia de que uma menina que já fez sexo anal em frente às câmeras continua virgem, contanto que nenhum pênis tenha penetrado a vagina. Ou um OB Super.

Depois disso, estava sentada no pátio da escola, esperando a hora de pegar minha filha. Sem lente e sem óculos. Sou míope como uma porta, by the way.

Eis que me chega um professor beeeem jovem, lá de longe, e começa a apontar e a dizer que conhece meu irmão, que me conhece desde pequena e blablablá… E eu respondendo, amarradíssima; convencida de que ele devia ser algum amigo de infância que eu só não reconhecera pq estava longe e eu não estava enxergando… Até me dar conta que ele estava falando com a menina da frente. O que fazia muito mais sentido, claro. Era muito mais normal ele conhecer desde pequena uma menina de 12 do que uma mulher de 27; afinal, se o cara tinha 23 era muito.

Morri de vergonha o resto da tarde, peguei minha filha, vim pra casa e cavei um buraco nos travesseiros pra enfiar minha cara.

Ai, querido Diário! Que dia vergonhosamente deplorável!

Tomara que amanhã seja melhor.

Um beijo.

Carol.

Pérolas de uma Pequena Tratante

Vc tem filhos? Não?

Pois bem, se não tem, fique sabendo que as pérolas que os filhotes soltam lá pelos dois anos são mais engraçadas do que muito stand-up comedy por aí. E de GRAÇA para os pais. Hhahahoaahahah!

Se vc TEM filhos, vc já sabe disso.

Anyway.

Vou postar algumas aqui, especialmente pro Natan e pra Raabe – Hashnaka Hushnoka Huck Seinfeld Salim Malin Estrela de Davi! Saudações! (Pô, Natan, me ensina aí, cara! Tô falando “judeu” que nem eu falo francês, cara – Pois eiffel soutien champagne abajour leblon petit bon jour rouge). Será que eles se empolgam?

____

Isabela foi na cozinha e fez um escarcéu. Dei bronca, conversei, sentei ela aqui na mesa do pc e conversei olhando nos olhos, disse que não pode, que depois tem que arrumar, que é um trabalho enorme e blablablá.

Qdo terminei de falar, permaneci com os olhos GRUDADOS nos dela. Pq ela não desvia o olhar nem por um segundo, e, se eu desvio antes, ela simplesmente sai e volta pra fazer exatamente o que tava fazendo, a salafrária.

Então, dessa vez ganhei. Foram uns 50 segundos mudas, olhando nos olhos.

De repente, do nada, ela faz a cara mais genuína de “só lamento”, dando de ombros, e solta:

“- Meu pai adora eu.”

Posso?

*

O telefone tocou, Isabela atendeu, era meu irmão.

Ela conversou, conversou, o “trivial”: “Oi, é quem? Onde c tá? GUCÊ vai vir aqui? Minha mãe tá na cozinha fazendo papá gotoso pra mim. Pabo Déix (Pablo Andrés) tá ki. PABO DEEEEEEEEÉIX!”, e passou pro Pablo.

Eles falaram, desligaram, ela viu desenho. Após uns minutos, o telefone toca de novo.

Depois de um arranca-rabo pra tirar o telefone da minha mão, pq ela queria pq queria atender, ela colocou o fone no ouvido.

“- Alô? É quem? … DE NOVO??????”

haouhahouahoauhaouhoauhouahouahOUAHOUAHO

UHAOUHAOUAHOUHAOUHAOUHAOUHAOUHAOUHAOUH

Preciso explicar que era meu irmão?

*
Ela tinha uns 2 aninhos, nessa.

Eu estava na sala, sentada no chão, com as pernas esticadas pra frente, vendo tv. Ela junto comigo, sem ficar quieta um segundo. Em pé pra lá e pra cá, pra lá e pra cá… Subia na minha perna, que estava no chão, e ficava enfiando os dedinhos pra ficar na ponta do pé, sabe?

“- Isabela, desce que vc está machucando.”

Uma vez, nada.

Duas vezes, nada.

“- Isabela, desce, vc está machucando a mamãe!”

Cinco vezes, nada.

“- Isabela, desce, senão vc vai pro castigo.”

Não desceu, coloquei de castigo.

( ela vai pro quarto, senta na cama e fica: “Mãe, já posso sair? Mãe, já posso sair? Mãe, já posso sair?”, quinhentas mil vezes até eu deixar sair, o que geralmente acontece dois minutos depois)

Beleza.

Passou, e já era de noite. E eu tava exatamente na mesma posição e no mesmo lugar vendo novela.

Ela veio de mansinho, me abraçou, me beijou, ficou fazendo mil carinhos…

… e disse, tooooda carinhosa, esfregando a bochecha na minha bochecha, segurando meu rosto com as duas mãozinhas:

“- Mãe, quero castigo…”

=S

Meu coração morreu de culpa. Só faltei morrer de arrependimento!

“- Mas por quê, minha filha, por que você quer castigo, meu amor??? Você não fez nada!!!!!”

E ela, ainda segurando meu rosto com as duas mãozinhas, disse:

“- Não, mas eu vou subir na sua perna.”

Eu agüento?

*
Eu fazendo bolo na cozinha, ela quis “ajudar”. Mas, como eu não tô com saco, disse que não podia.

Daí ela veio na sala, pegou uma cadeira, levou pra porta da cozinha, sentou e começou:

“- Mãe, já tá pronto? Mãe, já tá pronto? Mãe, já tá pronto?”, quinhentas vezes, como sempre.

“- Não, não, não, não.”

“- Ah, mãe, então eu vou dormir.”

Aí ela foi na sala, pegou outra cadeira, levou pra junto da primeira e encostou as duas, fazendo uma “caminha” na porta da cozinha. Deitou ali e disse:

“- Mamãe, cuida de mim?”, toda dengosa.

E aí eu me derreto, né?

“- Mas minha filha, cuidar de vc pq? Vc tá com dodói (qdo ela tá com febre ou dor ela pede pra eu cuidar dela)?”

Aí ela, sem se mexer, meio que se equilibrando, e sem “dengo” nenhum, grita:

“- Não, mãe, cuida de mim pq EU VOU CAIR!!!”

*

PelamordeDeus, como é que pode???

Isabela vem e coloca a mão na minha cara, no meu nariz.

“- Mãe, cheira minha mão!”

Eu cheirei. Não senti cheiro algum.

“- Onde vc colocou a mão, minha filha?”

E ela, morrendo de sono, rindo, com cara de filha da puta mirim, diz:

“- Na minha bunda!”

*
Papo meu com Isabela hoje:

“- Filha, vai pro banheiro que a gente vai tomar banho.”

“- Não, mamãe, hoje eu não vou tomar banho, não.”

“- Como assim? Posso saber por que?”

“- Porque assim acaba a água do mundo.”

Todo santo dia, qdo ela pede pra brincar com água, eu meto essa. Que não pode pq assim acaba a água do mundo.

Hoje foi minha vez de ouvir, né?

*
(essa é da filha de uma amiga minha, a Fabi. Laura, a filha, é um espetáculo)
A Laura é muito observadora e vivia falando pra quem fosse:
- ai que sapato feio! não gostei.
- ai que boné sujo! precisa lavar.
- mas que cabelo colorido estranho!
qualquer coisa que ela visse e pensasse ela falava.
esses dias conversei com ela, falei que não podia sair por ai falando tudo que viesse à cabeça, as pessoas ficam tristes e ela DEPOIS EM CASA, pode falar para mim, que TEM COISAS QUE ELA PRECISA GUARDAR PRA ELA!

Ontem estávamos num aniversário de família e uma tia-avó dela chegou toda espetaculosa, cabelo cortado e tingido, cheia de blush e um primo meu começou a zoar, ela é brincalhona e aproveitaram. Foi quando a tia-avó disse:
- Vou perguntar para a Laurinha! Vocês estão é com ciúme, criança não mente. Laura, a vovó tá bonita???
e a Laura olhando bem pra ela e pra mim em seguida disse:
- TEM COISAS QUE PRECISO GUARDAR PRA MIM!!!

*
Isabela me vende tudo.

Do nada, começa a brincar de comidinha imaginária e vem perguntar se eu quero bolo, picolé…

Se eu digo que quero, ela coloca o bolo IMAGINÁRIO no pratinho IMAGINÁRIO, pega uma colher IMAGINÁRIA e me dá.

Assim que eu “pego” o prato, ela diz:

“- DOIS REAIS!”

(Doish reaish)

HAOUAUOUAHUAUOAU!

Um dia desses eu tava inspirada e zoei da cara dela:

“- Ô minha filha, vc não tem vergonha na sua cara não, sua salafrária? Vc está me vendendo este pedaço MINÚSCULO de bolo de COCÔ (era bolo de cocô, aquele dia. Tem dias que tudo é de cocô ou de xixi.) por dois reais?? Isso é um absurdo, vc acha que dinheiro dá em árvore?”, e por aí vai.

Morremos de rir e ela baixou pra 1 real.

Beleza.

Agora há pouco fomos na farmácia e ela se encantou por um kit com gloss e perfume da Mônica.

Olhou pro moço do balcão e disse:

“- Quanto é?”

O rapaz, que não esperava uma pentelha dessas sozinha no meio da loja perguntando o preço, falou meio rindo:

“- Onze reais”

Isabela (ai, meu Deus) colocou a mão na cintura e derramou as pitangas dela:

“- Absurdo isso, moço tio. Você não tem VIGUNHA não? Você é um salafálio, vc acha que minha mãe tem uma PLANTA DE DINHEIRO? “

E o moço deu uma baita gargalhada, e todos da farmácia tb.

Isabela, MUITO séria, com os cabelos soltos, uniforme imundo e a mão esquerda na cintura, virou pra eles todos e disse:

“- Eu tô falando sério. Minha mãe não tem uma planta de dinheiro. NÃO ME RI. Não tô brincando, não ME RI.”

Gente… Surtei.

Eu ri MUITO.

*
Isabela. AGORA há pouco.

Foi no banheiro, abriu o armário, tirou um OB, foi na cozinha,pegou uma tigela redonda de gelatina azul que tava intacta… Enfiou o OB no meio, chegou na sala berrando:

“- PALABÉNS PA BUCÊEEEEEEEEEE!”

haoauououauoaauauuah

Geralmente,você é GUCÊ, mas no parabéns dela é BUCÊ… Nessa caso, só faltou o TA.

*
(Se não me dá vergonha postar isso no blog? Claro que dá. Mas vcs verão que é uma informação necessária.)
Eu no banheiro, agorinha. “Fazendo cocô”, pras pessoas meiguinhas, ou CAGANDO, mesmo, pros meus.

Toca o telefone.

Lógico, pq o telefone daqui tem um sensor que dispara assim que minha bunda encosta no vaso. Só pode.

Isabela, que tava de um quarto pro outro bagunçando roupas, saiu correndo pra atender.

E eu escutando, me apressando e me lavando pra correr pro telefone.

“- Ah, oi. Tudo bem, e gucê? Não…

…Minha mãe tá lavando a peleleca.

Saí correndo pra atender, qdo cheguei ela tava dando tchau e desligando..

Consegui pegar o telefone antes de encostar no gancho e GRAÇAS A DEUUUUSSS era Fabíola, minha amiga…

Que me diz:

“- Fala, maluca. Tava lavando a perereca?”

HAUOAUOAHUOAUOAUAUAUOA

Porra,imagina se fosse de banco, secretária de médico… Hozuouuoauoauoauhhashouh!

#chupaessamanga!

(e isso são ALGUMASSSS)
Vai dizer que não são impagáveis? Hahahahha!

15 Motivos para Toda Mulher ter um Melhor Amigo Gay

Uma das coisas mais divertidas que qualquer mulher pode fazer é ter uma amigo – de preferência, um melhor amigo – gay. Pode ser só “homo”, do tipo que só quebra o pescoço entre amigos; pode ser enrustido, do tipo que ainda não saiu do armário nem pra ele mesmo – mas todo mundo já percebeu; pode ser do tipo bicholeta-eta-eta, que é bicha, totalmente mona, nem aí pra nada; pode ser traveco; enfim, um amigo que goste de outros amigos.

Eu, como boa representante da espécie “mulher-extrovertida-loira-boca-suja” que sou, já tive amigos de todos os tipos citados acima. E um, em especial, meu melhor amigo, que é tudo acima ao mesmo tempo. Hahhahaha. Menos traveca. Quer dizer, entre 4 paredes, não sei. Mas fora, o Di faz o estilo gay executivo, adooooro.

E foi com ele que eu aprendi todas essas coisas abaixo, e foi morrendo de saudades e pensando desesperadamente nele que eu resolvi escrever um manualzeenho sobre o quanto ter um melhor amigo gay é vantajoso e maravilhoso para qualquer mulher que se preze!

1 – Já dizia minha vó: um amigo gay não vai dar em cima de vc. E vc não precisa ser uma mulher linda e maravilhosa pra sofrer com problemáticos amigos heterossexuais; basta que eles estejam carentes e vc de calcinha. Gays vêm automaticamente isentos deste problema. Desfile da calcinha, tome banho, mostre os peitos, se depile, faça O QUE QUISER, meu amor – ele não vai demonstrar NENHUMA reação fisiológica, se é que vc me entende. E o único feedback que ele pode demonstrar por te ver pelada é uma ligeira cara de repulsa e asco acompanhada de algum comentário do gênero: “Argh, como tem alguém no mundo que gosta dessa… Dessa… Lasanha viva???”, se referindo a sua genitália. É a paz no mundo.

2 – Ele também não vai dar em cima do seu namorado. Bem, pode ser até que dê, pq amigos gays têm um certo instinto protetor quanto às melhores amigas, e costumam, SIM, testar os namoradeenhos das protegidas… Mas isso não será um problema se o cara for hetero mesmo. O cara vai te contar. E o amigo tb. “Ele deu em cima de mim!”, “Eu dei em cima dele, ele não reagiu. Aprovado.” Se só o amigo contar e o cara não disser nada… Sai fora que essa faca corta pros dois lados. E o amigo vai contar assim: “Amor… Sai fora desse cara, vai. Ele não é pra vc. Furada na certa. E põe furo nisso.”

3 – Amigas bibas estão para nós, mulheres, assim como melhores amigos héteros, homens, estão um pro outro. Eles vão a jogos de futebol; nós e as bibas vamos a salões de beleza. Eles dão notas para mulheres gostosas que passam na rua; nós e as bibas damos notas para homens que passam em qualquer lugar. Eles falam de carros e fórmula 1, nós falamos de cabelo, maquiagem, Alinne Moraes, Bruno Gagliasso…

4 – Amigos gays são as únicAs amigAs que vão ouvir Michael Bublé com você, tomando Champagne e comendo morangos, rodopiando pela casa e NUNCA, mas NUNQUINHA, vão te chamar de brega por isso. Amigos héteros, namorados e maridos, nunca farão uma coisa dessas. Amigas mulheres dificilmente farão e, se fizerem, vai ser de má vontade.

5 – Nenhuma outra classe de amigo é capaz de combinar com você um personagem pra sair. “Hoje eu sou Rory Gilmore e vc é a Beyoncé, tá?”

6 – Só amigas bibas sabem de cór e salteado falas de seriados de TV.

7 – Amigas bibas não só te ligam pra avisar de promoções como, na sua impossibilidade de comparecer, se metem em plena Arezzo pra disputar a tapa com uma loira aguada a ultima sandália caramelo que vc tanto queria e que está com 70% de desconto…e te dão de presente!

8 – Não adianta: só gays sabem apreciar um bom jogo de xícaras ou canequinhas fashion e servir um maravilhoso café com um toque de amêndoas torradas em plena segunda ás 18h30 da tarde, só pra vocês dois se sentirem chiques em casa.

9 – Com quem mais seria possível tomar drinques como Alexander se até as amigas mulheres acham que isso é coisa de bicha?

10 – Com eles você pode brincar de cena de filme. Coisa que vc tenta fazer desde os onze anos com suas amigas, mas elas não curtem mais…

11 – Se você estiver gorda, eles vão dizer. Se a roupa não estiver combinando, eles vão dizer. Se o cabelo estiver feio, eles vão dizer. Acontece que se as respostas pra todas essas coisas forem “SIM, você está gorda, com a roupa feia e o cabelo horrível”, eles SABEM o que fazer. Leia-se: sabem que roupas vão te deixar mais magra e ressaltar os peitos da melhor maneira e sabem arrumar cabelo como ninguém.

12 – N-I-N-G-U-É-M é melhor pareceiro no UNIVERSO pra brincar de Mímica que um amigo bicha. Ninguém. O nome do filme pode ser “Hellraiser, Renascido do Inferno”, que ele VAI te passar de alguma maneira. E com um toque teatral que nem Ney Matogrosso é capaz de dar!

13 – Você só poderá cantar e dançar Britney Spears em frente ao espelho se for com um amigo bicha.

14 – Amigos gays acham o máximo ir pra cozinha com vc fazer uma receita complicadérrima de salada de endívias selvagens com rúcula do agreste, tomate cereja e queijo de cabra velha acompanhada de um arroz arbóreo ao molho de funghi tunghi minghi e carne de égua do deserto grelhada com paetês e alcaparras, e de sobremesa tiramissu de café javanês e chocolate belga… passar um dia inteiro na cozinha pra fazer isso, colocar uma mesa MARAVILHOSA com a baixela de prata e a louça da Lituânia… Só pra colocar a primeira garfada da salada na boca e praticamente vomitar no prato, deixar tudo de lado e ir pro sofá da sala comer o tiramissu direto da travessa vendo Friends. NÃO TEM PREÇO.

15 – E, pra terminar: só um amigo gay, e NINGUÉM mais no mundo, consegue te fazer rir como uma hiena em situações SURREAIS como, sei lá, TPM + término de namoro + demissão do emprego + oito kg a mais + morte de parente. JURO.

Aaaaaaaai, Diego Bacellaaaaaaar! Que saudaaaaaaaaaaaaade!!!!

Presente e Pedideeeenho!

Gente, olha o que ganhei, q show:

carolkalil_ehbatata.wordpress.comLegal, né? Uma parada simples, limpa, lindona. Que só mostra que quem pode pode, e quem não pode fica HORAS tentando baixar uma porcaria dum brush pra fazer uma miércoles – não posso falar palavrão, tenho que improvisar -  de um banner TOSCO. Adorei! Brigada!

Agora tenho dois pobRema.

Primeiro pobRema é que não consigo colocar um botão do PagSeguro aqui. Nego deve achar que eu tô querendo vender alguma coisa, mas não é nada disso: é um botão de DOAÇÃO! hahahahahah! Vi em um blog, vc doa o quanto quiser, e achei o MÁXIMO – não custa NAAAADAAA  colocar. Vai que um milionário entra aqui e quer doar pra uma pobre “projeta” de escritora/repórter/humorista/apresentadora/VJ/digital broadcaster – seja lá o que isso signifique – uma quantia significativa pra financiar uma lipo? HAHAHAHHA!

Ou vai que as pessoas se comovam com o desemprego da pessoa aqui e queiram doar MÍNIMOS 50 centavos? hahahahahaha!

Não custa, né?

Uma vez eu coloquei minha conta no meu profile de Orkut. DEPOSITARAM 4 REAIS. Juro.

Então a esperança é a última que morre.

Então, não consigo colocar o botão filho de uma mulher da vida, mas o @brunotorres me disse que eu poderia fazer um link com as propriedades do PagSeguro… Brother, Bruno, vc é um DOCE de ter me explicado isso – mas se vc tivesse falado em GREGO, eu teria entendido do mesmo jeito.

As propriedades do botão seriam estas:

<!– INICIO FORMULARIO BOTAO PAGSEGURO –>
<form target=”pagseguro” action=”https://pagseguro.uol.com.br/security/webpagamentos/webdoacao.aspx&#8221; method=”post”>
<input type=”hidden” name=”email_cobranca” value=”carolinakn@hotmail.com”>
<input type=”hidden” name=”moeda” value=”BRL”>
<input type=”image” src=”https://pagseguro.uol.com.br/Security/Imagens/FacaSuaDoacao.gif&#8221; name=”submit” alt=”Pague com PagSeguro – é rápido, grátis e seguro!”>
</form>
<!– FINAL FORMULARIO BOTAO PAGSEGURO –>

????

(a única informação que tem aí é meu e-mail, gente, nada demais.

E agora, o que eu faço com isso?

Socorro. Socorro.

O segundo pobRema nem é um problema, é um desabafinho.

Tô bem feliz que o blog tá crescendo, que tá tendo um “monte” (ah, pra mim é um monte, vai!) de visitas, que as pessoas estão gostando, linkando, contando pros outros, trazendo amigos… É bem legal. Eu escrevo e sempre escrevi, fiz jornalismo e, até agora, depois de ser mãe, não sabia direito o que eu queria fazer, de fato.

Nunca tinha gravado um vídeo.

Até fazer o vídeo inscrição pro concurso do oitavo elemento do CQC.

É a coisa mais piegas do mundo, mas eu adorei fazer esse vídeo MESMO, e as críticas foram bem positivas.

Daí. de repente, do nada, caiu a ficha que deve haver uma razão pra TODOS os meus conhecidos me mandarem meter as caras nesse tipo de coisa. Alguma coisa eu devo fazer direito.

Voltei com o blog e agora tá sendo HIPER bacana, pq vcs não sabem como tem gente me escrevendo pra elogiar e criticar construtivamente! Mega feliz aqui! Gente anônima, gente que não é da área, gente da área, gente de PESO na área… Não podia estar mais orgulhosa.

E isso que faz o que, uns dois meses que voltei a pegar sério no blog e entrei no twitter direito.

Então queria pedir pra vcs pra, se souberem de alguma oportunidade, teste, vaga, sei lá, alguma coisa que se lembrem de mim, ME FALEM! Hahahahahahahah! Sendo Rio ou SP eu tô dentro! Hahahhahahaoa!

Bom, é isso.

Pra quem não sabe, o vídeo que eu mencionei é esse:

(sim, eu estava simplesmente ENORME, com uns bons 8 pra 10 kg a mais que hj. Relevem)

Então tá.

Bjícolas.

Fui!

__________


Rapidinho, voltei só pra explicar uma coisa.

Esse blog tem 250 visitas diárias, em média, em dia de atualização.  Pra algumas pessoas, até alguns donos de sites de blogs, 250 visitas diárias não são NADA.

Mas vejam bem, este não é um blog de fofocas, nem de tiras ou de charges, nem de fotos de famosos, nem de fotos apelativas, nem de alguém famosa – este é um blog de uma ANÔNIMA que posta textos ENORMES e quase zero fotos e vídeos.

Não é todo mundo que entra em um blog pra ler um texto que vai levar 15, 20 minutos UM post.

Essas 250 visitas são 250 pessoas que, de fato, entram aqui, lêem, assinam o RSS – até pq o número varia pouco, vai subindo aos pouquinhos, mas sempre se mantém um número mínimo. Esses 250 são leitores DE VERDADE de um blog, e não “olhadores”… hahahahaha!

E é por isso que eu fico TÃAAAAO feliz e gosto tanto.

É difícccil, baby, vc ter 250 pessoas dispostas a ler suas miercoladas, tá?

ADOOOORO os 250 todos. Todinhos. Até os spammers que me xingam horrores.

Bjinhos. Fui de novo.

Entradas Mais Antigas Anteriores Próxima Entradas mais recentes

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.